Neto Borges: «As minhas desculpas aos adeptos e à cidade de Tondela»

23 mai, 18:30
A festa do FC Porto no Jamor

Defesa lamenta despromoção, presidente aposta num regresso rápido ao primeiro escalão

Neto Borges pediu esta segunda-feira desculpas aos adeptos e à cidade de Tondela pela despromoção da equipa para o segundo escalão e assumiu que o golo marcado na Taça de Portugal, frente ao FC Porto, foi «melhor que um sonho».

«Fazer um golo na final é algo incrível. Fazer um golo em qualquer partida é especial, e fazer o golo a uma grande equipa como é o FC Porto, e numa final especial para a cidade, para este clube, é algo que nunca imaginei no meu melhor sonho. É algo de muito especial que vou levar comigo para a minha carreira, para a minha vida», assumiu Neto Borges.

O defesa brasileiro do Tondela falou à agência Lusa no final da receção na Câmara Municipal de Tondela, onde o executivo reconheceu e homenageou o percurso do clube nos últimos sete anos na I Liga e a chegada, pela primeira vez, à final da Taça de Portugal.

«Tentei demonstrar a esperança da equipa: peguei na bola e levei-a para o meio-campo, mas, infelizmente, eles fizeram um golo muito rápido e matou-nos a esperança, mas é o futebol. Sabíamos que ia ser difícil e agora é seguir, levantar a cabeça e levar esse sentimento especial, que tivemos ontem [domingo] na hora do golo», reagiu.

O reconhecimento por parte da Câmara Municipal de Tondela «pesa um pouco mais» no entender de Neto Borges, porque, considerou que todos «poderiam ter feito algo melhor pelo clube e pela cidade».

«Acho que saio com um sentimento de muita culpa. Todos temos culpa pela situação em que deixamos o clube. Não queríamos deixar o clube nesta situação, ainda mais sendo muito bem tratados como estamos a ser. As minhas desculpas aos adeptos e à cidade de Tondela», disse.

O defesa acrescentou que esta não era a forma como «queria sair» do Tondela, mas considerou que «o clube vai seguir, a vida vai seguir» e desejou que «o clube volte ao escalão mais alto do futebol português o mais rápido possível», enquanto fugiu à pergunta sobre o futuro. «Ainda não sei. Vamos conversar e decidir nos próximos dias. Ainda não posso dizer nada», admitiu o defesa.

«Vamos novamente à luta», anuncia presidente

Na cerimónia de homenagem no interior da autarquia, o presidente do Tondela, Gilberto Coimbra, admitiu que na terça-feira se vai reunir com o presidente da SAD, David Belenguer, para preparar a próxima época, já a pensar no regresso rápido ao primeiro escalão.

«Vou pedir, agora mais do que nunca, a toda a massa adepta, a toda a estrutura, a todas as pessoas amigas do Tondela, a toda a estrutura que sempre me acompanhou e continua a acompanhar, que, se ajudaram até aqui, se estiveram presentes, agora escrevam o seu nome com letras todas maiúsculas, porque vamos novamente à luta», apelou Gilberto Coimbra.

Um apelo que o presidente estendeu aos adeptos. «Vamos ajudar a estar na luta, e a massa adepta vai estar connosco, e todos os sócios. Se agora são mil, têm de ser dois, três ou quatro ou cinco mil, por forma a pormos novamente o clube na I Liga», destacou ainda.

Relacionados

Patrocinados