James Cameron quase não escolheu Leonardo DiCaprio e Kate Winslet para protagonistas do “Titanic”

CNN , Dan Heching
27 nov 2022, 16:00
Leonardo DiCaprio e Kate Winslet no Titanic. CBS Photo Archive/Getty Images

James Cameron está a partilhar alguns detalhes surpreendentes sobre o seu grande sucesso de bilheteira “Titanic”, filme que celebra no próximo mês 25 anos após o seu lançamento

Numa nova entrevista em vídeo para a GQ, James Cameron revelou que quase não contratou Leonardo DiCaprio nem Kate Winslet. Os dois protagonistas viram as suas carreiras de grandes estrelas do cinema de Hollywood serem cimentadas pelo filme vencedor de vários Óscares.

Enquanto ponderava sobre quais os atores que desempenhariam os papéis dos desafortunados amantes no malfadado navio transatlântico, Cameron explicou que tinha pensado em alguém como Gwyneth Paltrow para interpretar Rose. Winslet foi sugerida como opção, mas o realizador temia que a imagem dela estivesse muito associada a um certo tipo de personagens.

O icónico realizador disse no vídeo: “Na realidade, não pensei inicialmente na Kate. Ela também tinha feito outros dramas históricos e estava a ganhar a reputação de ‘Kate Espartilho’, uma vez que fazia filmes históricos.” (É verdade que os três papéis da atriz antes do filme “Titanic” também eram dramas de época: “Sensibilidade e Bom Senso”, de 1995, seguido, um ano depois, de “Jude” e “Hamlet”.)

Cameron continuou a dizer que estava com receio de que, ao escolher Winslet para o papel, “parecesse que tinha sido o casting mais preguiçoso do mundo”. No entanto, ele acabou por concordar em falar com ela. Claro que o realizador a achou “fantástica” e o resto já se sabe como correu.

No entanto, com DiCaprio, houve alguns contratempos iniciais. 

Depois de uma reunião inicial “histérica” com o galã, no qual todas as mulheres que trabalhavam no escritório da produção acabaram por aparecer, de alguma maneira, na sala de reuniões, juntamente com Cameron, DiCaprio foi convidado a voltar para um teste com Winslet. Por essa altura, a atriz já tinha sido contratada para fazer parte do elenco.

No entanto, quando a estrela do filme “Romeu + Julieta” entrou, ele ficou surpreendido ao saber que teria de ler as falas e ser filmado ao lado de Winslet, de forma a avaliar-se a química deles em frente às câmaras.

“DiCaprio entrou e pensou que era outra reunião para conhecer Kate”, descreveu Cameron.

O realizador lembra-se de ter dito à dupla: “Vão apenas dizer algumas falas e eu vou filmar.”

Mas então DiCaprio – que já havia produzido vários filmes e conseguido uma nomeação para um Óscar com o filme: “Gilbert Grape”, de 1993 – disse a Cameron: “Está a querer dizer que tenho de ler… Não leio as falas.” Com isto, o ator queria dizer já não fazia audições.

Sem perder tempo, Cameron estendeu a mão ao ator e disse-lhe: "Bem, obrigado por ter vindo."

O realizador explicou a DiCaprio a grandiosidade do projeto que estava diante deles. Disse-lhes, igualmente, que o filme iria tirar-lhes dois anos das suas vidas e como ele “não iria estragar tudo a escolher mal o elenco.”

Cameron disse ao jovem ator: “Então, ou lê as falas ou não vai conseguir o papel”.

Relutantemente, DiCaprio acedeu. Isso acabou por jogar a seu favor.

Cameron recordou como o ator “se iluminou” e “tornou-se Jack”. Ele criou uma química com Winslet que, mais tarde, pudemos ver no filme.

“Titanic” estreou nos cinemas a 19 de dezembro de 1997. Acabou por ganhar 11 Óscares, incluindo o de Melhor Realizador, que foi entregue a James Cameron.

Cinema

Mais Cinema

Mais Lidas

Patrocinados