Testes rápidos voltam a ser comparticipados com receita médica

23 mai, 12:28

Portaria entra em vigor esta terça-feira e vigora até ao dia 30 de junho, podendo ser prolongada

Os testes rápidos vão voltar a ser comparticipados nas farmácias com receita médica. De acordo com a portaria n.º 151-B/2022, esta medida entra em vigor esta terça-feira e vigora até ao dia 30 de junho, podendo ser prolongada.

Os testes vão ter um custo máximo de dez euros, mediante a apresentação da receita médica por parte dos utentes.

"Para efeitos do disposto no número anterior, o preço máximo da realização dos TRAg de uso profissional não pode exceder os 10 (dez) euros", lê-se na portaria.

O "regime excecional e temporário de comparticipação de testes rápidos de antigénio (TRAg) de uso profissional" foi publicado visto que a pandemia da COVID-19 "mantém uma incidência muito elevada no país, com tendência crescente, para o que poderá contribuir o aumento de circulação de variantes com maior potencial de transmissão, estimando-se que a linhagem BA.5 da variante Omicron já seja dominante em Portugal".

 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados