Testes que detetam a gripe e a covid ao mesmo tempo? Já estão à venda em Portugal mas apenas para uso profissional

22 out, 12:00
Testes antigénio covid e gripe

Ao contrário do que acontece em Espanha, os testes de diagnóstico duplo apenas serão usados para fins profissionais em Portugal

Portugal já tem disponíveis para comercialização testes antigénio que dizem em simultâneo se a pessoa está infetada com SARS-CoV-2 (vírus que causa a covid-19) e/ou com Influenza (vírus que causa a gripe). Mas estes testes estão disponíveis apenas para uso profissional, ao contrário do que acontece em Espanha, em que estes testes podem ser comprados em farmácias e realizados em casa.

Segundo a informação avançada à CNN Portugal pelo Infarmed, “este tipo de testes já se encontra disponível (comercializado) em Portugal, existindo vários dispositivos médicos para diagnóstico in vitro destinados à deteção de antigénios de vários vírus para além do SARS-CoV-2, como por exemplo o vírus sincicial respiratório (VSR), influenza A e influenza B”.

Os testes antigénio de deteção de covid-19 estiveram - e ainda estão - à venda em Portugal por se tratar de um “contexto muito específico”, explica o Infarmed. Estes testes, como também incluem o vírus Influenza, não terão a mesma disponibilidade.

De acordo com os dados da informação de registo de dispositivos médicos no Infarmed, presente na plataforma infoDM, indicados para autodiagnóstico há atualmente dois testes de duplo diagnóstico da marca All Test, fabricados pela Hangzhou AllTest Biotech, e um teste da marca Medomics, fabricado pela Jiangsu Medomics Medical Technology.

Mas destes testes para uso profissional que detetam em simultâneo a presença dos vírus Influenza A e/ou B e ainda o SARS-CoV-2, nem todos são do estilo 'teste rápido' e recomendados para autodiagnóstico, como é o caso dos testes automáticos de RT-PCR multiplex da Roche e do teste PCR com resultados em tempo real da marca Applied Biosystem (fabricados pela Life Technologies Corporation). O teste da Credo Diagnostics (da fabricante Trentron Biomedical) está também autorizado para uso profissional, assim como os das marcas Ingenetix, ID Solutions e Pluslife e os kit de deteção da 3D Biomedicine Science & Technology Co., Limited, como se pode ver no site InfoDM.

A CNN Portugal contactou a Associação Nacional das Farmácias que confirma que estes testes não estão à venda em farmácias para a população em geral, apenas para uso profissional.

O Infarmed explica ainda que “para os dispositivos médicos para diagnóstico in vitro, não é necessária a autorização para efeitos de colocação no mercado”, o requisito pedido é que “ostentem a marcação CE como indicação de conformidade com os requisitos legais aplicáveis”. “A declaração da sua conformidade é responsabilidade do fabricante, tendo por base uma avaliação da conformidade. No entanto, é obrigatório o registo no Infarmed”, esclarece o organismo numa resposta enviada por escrito. Esse mesmo registo é o que garante a sua viabilidade de comercialização.

Em que consiste este novo teste antigénio?

Uma cassete, uma zaragatoa e um duplo resultado. Esta é a fórmula dos novos testes que já estão à venda em todas as farmácias espanholas. Segundo o El País, os novos testes permitem a deteção da presença de SARS-CoV-2 e de duas variantes do vírus Influenza, a A e a B. 

Ao contrário dos testes antigénio usados apenas para a deteção do vírus que causa a covid-19, o tipo de cassete nestes testes de dupla deteção pode variar: uns têm apenas uma lista onde apresenta os resultados (com os traços já habituais nos testes apenas para o vírus SARS-CoV-2) e outros com duas listas (em que de um lado dão o resultado para a covid-19 e no outro para a gripe, como da imagem que se segue).

Este teste da All Test é dos que apresenta duas linhas de resultados (Reprodução: All Test)

Apesar de pode haver variações consoante o fabricante, o procedimento, por norma, é o mesmo dos testes rápidos feitos em casa: a zaragatoa é inserida na narina, depois colocada numa solução que deve ser vertida, em gotas, na cassete. Há testes que dão o resultado entre 15 a 30 minutos.

Este é um dos testes fabricados pela Roche. Numa só cassete, e apenas numa barra de resultados, é possível saber se testa positivo ao Sars-CoV-2 e/ou ao Influenza. (Reprodução: Roche)

Estes testes são já comercializados em Espanha (alguns por menos de três euros a unidade). No país vizinho, estão à venda cinco tipos de testes, dois de saliva e três nasais, como diz o site ABC, e alguns podem ser comprados online. Estes novos testes estão também disponíveis em alguns estados norte-americanos (como Los Angeles) e na Austrália, que aprovou, no início de setembro, dois testes antigénio de deteção dupla para uso doméstico. 

Em França também já há empresas farmacêuticas a fabricar e a distribuir este tipo de teste, mas estes ainda não estão presentes no site criado pelo Ministério da Saúde francês que indica os testes em comercialização no país.

São várias as empresas farmacêuticas que estão a desenvolver ou já criaram este teste antigénio duplo. A Roche é uma delas e promete resultados em menos de 30 minutos, como se lê no site. Em Portugal, os testes desta farmacêutica são, para já, apenas usados em ambiente profissional.

Numa altura em que os sintomas de covid-19 - à boleia da ainda dominante Ómicron - facilmente se confundem com os da gripe, estes novos testes antigénio de dupla deteção podem ajudar a despistar de forma mais rápida o vírus e, com isso, acelerar a procura de ajuda médica e o começo do tratamento.

Segundo as estimativas do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA), divulgadas esta sexta-feira, o índice de transmissibilidade (Rt) do coronavírus SARS-CoV-2 subiu para os 0,88 em Portugal, com uma média de 972 novos casos por dia.

Relacionados

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados