Roland Garros: Nadal vence «maratona» com Djokovic e está nas «meias»

1 jun, 00:16

Espanhol triunfou por 3-1 ao fim de quatro horas e 16 minutos

59 vezes Nadal-Djokovic, 59 jogos do mais alto nível: esta noite foi só mais um.

E no 59.º duelo, foi Rafa a sorrir e a vencer (3-1), em mais uma maratona de quatro horas e 16 minutos, para carimbar o apuramento para as meias-finais de Roland Garros.

No Court Philippe-Chatrier, o espanhol, número cinco do mundo, entrou com tudo e superiorizou-se no primeiro set por 6-2. Mas havia a incógnita de como ia aguentar-se o pé que lhe tem dado tantas dores de cabeça, e Djokovic também subiu o nível.

O sérvio, líder do ranking mundial e campeão em título, solidificou o seu jogo e resgatou a segunda partida por 6-4, após uma longa batalha que durou quase hora e meia.

O FILME DO JOGO.

No terceiro set, o pé continuou a dar resposta a Rafa, assim como o seu jogo: nova superioridade por 6-2, para ficar com hipótese de fechar o encontro na quarta partida.

Mas as coisas não se puseram fáceis: à primeira oportunidade, Nole quebrou o serviço do adversário e levou a vantagem de um «break» quase até ao fim do set. Só a perdeu quando serviu para fechar a partida, teve set points, mas permitiu a quebra de serviço a Nadal. 

O espanhol galvanizou-se, o set foi para tie break e aí Nadal não deu quaisquer hipóteses: o sonho do 14.º Major francês continua vivo, e a desforra de 2021, quando perdeu nas meias-finais frente a este mesmo Djokovic, está concretizada.

Segue-se agora Sascha Zverev, que mais cedo eliminou o novo menino bonito do ténis mundial, Carlos Alcaraz.

Relacionados

Patrocinados