Presidente da Sérvia acusa PM australiano de maltratar Djokovic

14 jan, 22:23
Apoiantes de Djokovic junto ao hotel onde o tenista está detido (Joel Carrett/EPA)

Tenista ainda corre o risco de ser deportado e não jogar o Open da Austrália

O Presidente da República da Sérvia criticou o primeiro-ministro da Austrália pela forma como considera estar a tratar Novak Djokovic, que corre sérios riscos de ser deportado do país dos antípodas e não defender o título no Open da Austrália, primeiro Grand Slam da temporada.

«Porque é que o está a maltratar? Ele está a atacar não apenas ele, mas também a sua família e toda uma nação», protestou Aleksandar Vucic numa mensagem publicada na rede social Instagram.

Depois de ter levado a melhor após recurso de uma primeira ordem de deportação da Austrália, Djokovic viu o Governo australiano dar-lhe nova indicação para deixar o país, mas as autoridades do país aceitaram suspender esta decisão até que a justiça volte a decidir sobre o cancelamento do visto que permitiu ao tenista sérvio entrar no país mesmo sem estar vacinado contra a covid-19.

Djokovic será interrogado pelos serviços de imigração no sábado, dois dias antes do arranque do quadro principal do Open da Austrália.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados