Carlos Alcaraz: «Sonhava ser o número um desde criança»

12 set, 08:21
Carlos Alcaraz com o troféu do US Open

Tenista espanhol assumiu ter sentido dificuldades físicas na final

Um «sonho de criança». Foi desta forma que o novo número um do ténis, Carlos Alcaraz, descreveu o feito que alcançou na noite deste domingo, fruto da conquista do Open dos Estados Unidos.

«Ser número um do mundo é algo que sonho desde criança. Ser campeão do Grand Slam foi algo para o qual trabalhei muito duro. É difícil falar agora, são muitas as emoções», começou por dizer no Arhur Ashe Stadium, em Nova Iorque, já com o troféu nas mãos. 

«Isto foi algo que sempre tentei alcançar. Todo o árduo trabalho que fiz com a minha equipa e família. Só tenho 19 anos, todas as decisões difíceis foram tomadas juntamente com a minha equipa e família. Isto é realmente especial para mim», vincou.

O tenista murciano venceu na final o norueguês Casper Ruud em quatro ‘sets’, com os parciais de 6-4, 2-6, 7-6 (7-1) e 6-3, em três horas e 20 minutos, reconhecendo que se sentiu «mentalmente calmo», mas «as pernas custavam muito» e estava «tenso» nos dois primeiros 'sets'.

O mais jovem número um de sempre abordou ainda as comparações com Rafael Nadal, Novak Djokovic e Roger Federer. «É incrível ter este marco na história, mas é ainda mais difícil fazer o que o top-3 fez, ficar no auge durante vinte anos. É algo que procuro, mas não me quero comparar com eles. Admiro-os e vou tentar ser um pouco como eles.»

De resto, logo após o final da partida, Nadal deixou uma mensagem ao compatriota nas redes sociais: «Parabéns Carlos Alvcaraz pelo teu primeiro Grand Slam e por seres número um, que é o culminar da tua primeira grande temporada. Tenho a certeza que virão muitas mais.»

Relacionados

Patrocinados