Andar de táxi vai ficar mais caro a partir de junho

Agência Lusa , FCT
18 mai, 10:29
Táxis

Em média, as tarifas vão subir mais de 8%, devido à inflação

As tarifas dos táxis vão subir mais de 8% em média a partir de junho, segundo a convenção assinada entre a Direção-Geral das Atividades Económicas, a ANTRAL e a Federação Portuguesa do Táxi e já homologada pelo Governo.

Segundo um comunicado do gabinete do ministro da Economia e do Mar, a secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques, já homologou a convenção que procede à atualização das tarifas para a prestação do serviço de transporte de passageiros em táxi.

Esta convenção foi celebrada no passado dia 13, entre a Direção-Geral das Atividades Económicas, a ANTRAL – Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros e a Federação Portuguesa do Táxi – F.P.T., “depois de um processo intenso de negociação e de auscultação junto do IMT, I.P. e das associações de consumidores”.

Com esta convenção, que entrará em vigor no dia 1 de junho, “foi acomodado o aumento do Índice de Preços no Consumidor registado entre janeiro de 2012 e janeiro de 2022, traduzido num aumento médio global das tarifas de 8,05%”, explica a nota.

O comunicado sublinha ainda que desde janeiro de 2013 não houve atualização das tarifas do transporte em táxi.

A programação do novo tarifário, a verificação metrológica e a selagem dos taxímetros deverão ser efetuadas até 31 de julho.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

País

Mais País

Patrocinados