Governo envia voo TAP com ajuda humanitária para o Rio Grande do Sul dia 28

Agência Lusa , BCE
24 mai, 15:17
TAP (imagem Getty)

Neste primeiro carregamento foi dada prioridade ao envio de roupas de inverno, como casacos, edredons e cobertores, por causa das baixas temperaturas registadas no sul do Brasil

O Governo português vai enviar, terça-feira, um avião TAP com ajuda humanitária para o Rio Grande do Sul, a região do Brasil mais afetada pelas inundações, confirmou à Lusa fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

A mesma fonte adiantou que o voo parte de Lisboa às 08:50 com destino a São Paulo.

Neste avião, ao contrário do que sucedeu no avião da Latam, que seguiu na semana passada com o primeiro carregamento de donativos para o Rio Grande do Sul, a carga é só ajuda humanitária, referiu também à Lusa o embaixador do Brasil em Portugal, Raimundo Carreiro.

O primeiro voo que seguiu com um carregamento de doações para aquela região do Brasil, que vive uma situação dramática por ter sido a mais afetada pelas inundações, não era exclusivamente destinado aos donativos para o Rio Grande do Sul.

No avião da Latam, que partiu de Lisboa no dia 17 de maio com destino a São Paulo foi cedido um espaço na aeronave para os donativos, tal como a Lusa noticiou.

No voo seguiu "um primeiro lote de carregamento humanitário de cerca de 300 kg [espaço cedido pela Latam na aeronave] de bens doados pela comunidade brasileira em Portugal e por cidadãos portugueses, destinado às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul”, divulgou, então, a Embaixada do Brasil em Portugal na rede social Instagram.

Segundo a Embaixada, neste primeiro carregamento foi dada prioridade ao envio de roupas de inverno, como casacos, edredons e cobertores, por causa das baixas temperaturas registadas no sul do Brasil.

Na nota publicada no Instagram, a embaixada comprometia-se também, na altura, a, em parceria com as autoridades portuguesas, com a numerosa comunidade brasileira e com a sociedade civil local, apoiar “os esforços do Governo Federal (…) para o transporte da totalidade da ajuda humanitária arrecadada em território português ao Brasil, nos próximos dias, pelas vias aérea e marítima”.

Relacionados

Governo

Mais Governo

Patrocinados