TAP envia minicomunicado para lamentar falta de acordo

CNN Portugal , AM com Lusa
2 ago, 10:01
Avião da TAP no aeroporto de Lisboa (Horacio Villalobos/Corbis via Getty Images)

Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil convocou uma manifestação dirigida aos trabalhadores que não se encontrem ao serviço. Companhia reagiu num comunicado de três linhas

A TAP enviou, esta terça-feira de manhã, um breve comunicado para lamentar falta de acordo com os pilotos da companhia, que considera "essenciais", e garantir que continua "empenhada em encontrar soluções" para "garantir a sustentabilidade da empresa e de todos os seus trabalhadores.”

“A TAP lamenta não ter ainda chegado a um acordo com os seus Pilotos, essenciais à Companhia, e mantém-se empenhada em encontrar soluções que permitam garantir a sustentabilidade da empresa e de todos os seus trabalhadores", lê-se na curta nota.

Comunicado TAP

Mais de 400 pilotos protestam contra "injustiças"

Mais de 400 pilotos da TAP estão a manifestar-se em Lisboa, concentrados junto à sede da empresa, contra o que consideram "atropelos e injustiças" da gestão.

Empunhando cartazes onde se lê "sou piloto da TAP e também sou contribuinte" e "perdão, sou piloto da TAP", mais de 400 pilotos protestam em silêncio, apenas interrompido por aplausos.

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) convocou uma manifestação para esta terça-feira, dirigida aos trabalhadores que não se encontrem ao serviço, contra os “atropelos e injustiças” da administração da TAP e da tutela.

Em causa, segundo o SPAC, estão as recusas do conselho de administração da TAP Air Portugal para a realização de reuniões de trabalhadores.

O objetivo da manifestação é demonstrar insatisfação face aos “atropelos, injustiças e à forma como a administração e a tutela têm gerido a empresa e a relação laboral com os pilotos”, de acordo com o sindicato.

A manifestação teve início às 08:30, em Lisboa, junto ao Terminal de Tripulações do Areeiro (TTA), e terminará no Campus da TAP.

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados