«Estão na final as equipas que todos queriam, mas lutámos contra isso»

Adérito Esteves , Estádio Magalhães Pessoa, Leiria
26 jan, 22:27

Treinador do Santa Clara após a derrota com o Sporting

Mário Silva, treinador do Santa Clara, em declarações na conferência de imprensa após a derrota com o Sorting na meia-final da Taça da Liga.

«Estamos tristes por não conseguirmos fazer ainda mais história. Sabíamos que seria difícil, contra uma equipa fortíssima, com um treinador muito bom e excelentes executantes. Mas tínhamos esperança de chegar à final e fizemos por isso.

Foi um jogo dominado pelo Sporting, como prevíamos e estávamos preparados. Porque sabíamos que haveria pressão forte do Sporting, que é algo que gostam de fazer. Fizemos o golo contra a corrente do jogo, mas isso é normal no futebol. Depois, temos o lance da segunda parte. Pode ser penálti, mas acho a expulsão exagerada. Não houve mão deliberada do nosso jogador. Naquele momento nem pedi explicações. O lance é longe e não vi as imagens. Mas acho a expulsão exagerada. Houve uma dupla penalização porque ele não tem intenção deliberada de impedir o golo com a mão.

Mas não me quero desculpar por isso porque o Sporting merece estar na final. Provavelmente estão na final as equipas que todos queriam, mas lutámos contra isso.

Nem gostos de falar com os jogadores depois dos jogos, mas hoje fi-lo porque eles mereceram. Lutaram até ao fim. Descaraterizámos a nossa organização e eles foram valentes e deixaram tudo em campo. Espero que os poucos adeptos que vieram aqui tenham sentido orgulho nos jogadores. Representaram com paixão e orgulho uma região que fez história ao chegar aqui.»

[sobre o perigo criado nas bolas paradas]

«Sabíamos que tínhamos de aproveitar todas as oportunidades do jogo para criar perigo. E a bola parada podia ser importante. Fizemos um golo e estivemos perto de fazer outro. Acredito que por tudo o que a minha equipa fez, não merecia sair derrotada. Isso vale o que vale, mas acho injusto.»

[sobre o mercado, Morita tem interessados]

«Tudo pode acontecer. Antes do jogo deu-se muita importância à ausência do Coates e eu nem dei muita importância a isso. Mas ninguém falou do Morita, que é fundamental para nós e também não pôde jogar. Mas temos de saber reagir e há outros para jogar. Se houver saídas, que não queremos que haja, estaremos aqui para reagir a isso e temos jogadores para jogar.»

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados