Taça da Liga: Sporting-Farense, 6-0 (destaques)

Ricardo Gouveia , Estádio de Alvalade
30 nov 2022, 23:21
Taça da Liga: Sporting-Farense

Paulinho do desespero à redenção

Momento: Paulinho falhou antes de bisar

O minuto nove é um minuto marcante neste jogo. Foi nessa altura que o avançado surgiu destacado na área, apenas com Ricardo Velho pela frente, tentou atirar colocado, mas a bola passou a rasar o poste. Ouviu-se um ensurdecedor burburinho nas bancadas ao mesmo tempo que o avançado levava as mãos à cabeça. Paulinho não queria acreditar no que tinha acabado de falhar, até porque não era a primeira vez na época. Dez minutos depois, o avançado marcava dois golos de rajada e festejava como se não houvesse amanhã. A maldição estava para trás das costas.

Figura: Pedro Porro em grande nível

Que grande jogo do lateral espanhol a oferecer grande dinâmica ao corredor direito e a fazer duas assistências, uma para Edwards e outra para Pote, esta última depois de mais um grande pormenor sobre o flanco. Foi um autêntico vendaval no corredor direito nos 80 minutos em que esteve em campo. Saiu sobre aplausos quando cedeu a vez a Ricardo Esgaio.

Outros destaques:

Nuno Santos

Regressou na plenitude das suas capacidades depois de uma lesão que o afastou dos relvados. Voltou o melhor Nuno Santos, ágil sobre o corredor, a jogar muitas vezes ao primeiro toque, como aconteceu no lance do primeiro golo, e a experimentar o remate de meia distância, sempre que teve oportunidade para isso. Esteve perto de marcar numa dessas ocasiões que, sobre a esquerda, simulou que ia cruzar, mas atirou para o primeiro poste para grande defesa de Ricardo Velho. Saiu já na segunda parte sob intensos aplausos dos adeptos.

Marsá

Exibição personalizada do central catalão que jogou entre Gonçalo Inácio e Matheus Reis, curiosamente três canhotos em simultâneo, numa defesa que tanto era composta por três centrais, como por uma linha de quatro, com Nuno Santos a ir embora muitas vezes e a deixar a defesa do flanco entregue a Matheus Reis, com Porro a baixar do lado contrário. O jovem central encaixou muito bem e, mesmo sem ter tido muito trabalho, conseguiu estar em evidência. É dos seus pés que nasce o primeiro golo do jogo.

Edwards

Outro jogador em bom nível, com destaque para a técnica apurada que demonstrou no seu golo, o terceiro do Sporting. Recebeu uma bola de Porro, fugiu a um adversário e colocou a bola no buraco da agulha. Na última época no Vitória marcou nove golos, esta época já soma oito e ainda estamos em novembro.

Essugo

Oportunidade perdida pelo jovem médio que foi titular esta noite, mas depois não regressou para a segunda parte. Dividiu as despesas do meio-campo com Pote, mas sentiu dificuldades em entrar na dinâmica imposta pela sua equipa e viu um cartão amarelo que o deixou condicionado muito cedo.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Mais Lidas

Patrocinados