Taça da Liga: Desp. Chaves-FC Porto, 0-2 (destaques)

Ricardo Jorge Castro , Estádio Municipal Eng. Manuel Branco Teixeira, em Chaves
8 dez 2022, 21:24

Namaso a dobrar abre a porta da liderança

FIGURA: Danny Namaso

O inglês de 22 anos, titular pela sexta vez esta época ao seu 13.º jogo, justificou em pleno a aposta de Sérgio Conceição. Surgiu ora ligeiramente atrás, ora mais ao lado de Toni Martínez no ataque, acabando por ser o homem com as chaves da decisão do jogo. Em quatro minutos, na segunda parte, aos 55 e aos 59, apareceu na área para concluir com êxito dois lances bem trabalhados pelo FC Porto, após cruzamentos de João Mário da direita e de Toni Martínez da esquerda. Primeiro bis pela equipa principal do FC Porto. Em poucos minutos, fez tantos golos como os que tinha até agora.

MOMENTO: Namaso abre a porta da liderança (55m)

Num grupo que tinha só empates à partida para este Desp. Chaves-FC Porto, foi Danny Namaso a desequilibrar e a abrir a porta da liderança do grupo A aos dragões. Num lance de boa conclusão na área, o inglês correspondeu na perfeição de pé esquerdo ao cruzamento de João Mário.

OUTROS DESTAQUES

Galeno: foi o homem mais irrequieto do ataque do FC Porto e só lhe faltou um golo para coroar uma exibição interessante. Na primeira parte, operou várias fugas pela esquerda do ataque que redobraram trabalhos defensivos ao Chaves. Ainda tentou vários remates para bater Paulo Vítor.

Paulo Vítor: é certo que o Chaves sai derrotado do jogo e, consequentemente, eliminado da Taça da Liga com uma jornada por cumprir, mas o guarda-redes dos flavienses também motivou interesses adicionais para a segunda parte, ao manter o 0-0 ao intervalo, quando o FC Porto estava mais perigoso. Sobressaiu com duas espetaculares e eficazes defesas, a tentativas de Pepê e Fábio Cardoso.

João Mário: foi uma das três novidades de Sérgio Conceição em relação ao onze que iniciou frente ao Mafra e abriu caminho ao primeiro golo da vitória, com o cruzamento para a conclusão de Namaso. Um jogo em que, globalmente, cumpriu no corredor direito, ora defensivamente, ora mais subido a tentar apoiar Pepê no ataque, dando largura.

Fábio Cardoso: exibição certa no centro da defesa, também a par de Marcano. Levou a melhor em vários lances e deu o corpo à bola em momentos importantes, quando o Chaves procurava o golo.

Guima/João Teixeira: não foi tudo perfeito, mas os dois médios do Chaves combinaram várias vezes bem, nas saídas flavienses para o ataque, originando vários lances interessantes para a equipa de Vítor Campelos.

Toni Martínez: bravura no ataque, na disputa dos lances, destacada com preponderância no momento em que recupera a bola e cruza para o 0-2 final apontado por Namaso.

Relacionados

Mais Lidas

Patrocinados