Ter um rádio a pilhas, lanterna, água e comida em casa. Suécia prepara-se para cortes de energia “sem precedentes” neste inverno

22 dez 2022, 10:26
Bandeiras suecas em barcos atracadas no porto de Estocolmo, dezembro de 2020 (Imagem Getty)

“Isto não é uma tentativa de ser alarmista”, garante governante

O governo sueco disse esta quarta-feira à população do país para se preparar para cortes de energia “sem precedentes” neste inverno, situação causada não só pelo frio, mas pela paragem de reatores nucleares e pela escassez de gás oriundo da Rússia.

“O risco de cortes é real e os suecos devem preparar para isto. A Suécia nunca esteve nesta situação”, afirmou em conferência de imprensa Carl-Oskar Bohlin, ministro da Proteção Civil, citado pela Reuters.

Os preços da energia dispararam este ano nos países nórdicos, muito devido ao receio provocado pela diminuição das exportações de gás russo para a Europa. Face a este cenário, o governo sueco pediu à população para reduzir o seu consumo de eletricidade.

O executivo escandinavo emitiu também uma série de recomendações para a eventualidade de cortes de energia, quer curtos, quer prolongados. As autoridades aconselham a população a ter ao seu dispor um rádio a pilhas, lanternas, água engarrafada e comida de fácil preparação. Em caso de um corte prolongado, cada agregado familiar deve ainda definir uma divisão da casa para permanecer, de modo a preservar o calor ao máximo.

"Aqueles que, em circunstâncias normais, conseguem tomar conta de si, devem também ser capazes de o fazer numa crise como a de um corte de energia. É melhor estar preparado do que não. Isto não é uma tentativa de ser alarmista”, clarificou Bohlin.

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados