Sub-21: Rui Jorge antecipa «estreias» este sábado frente à Geórgia

23 set, 18:34
Rui Jorge (LUSA/Manuel Fernando Araújo)

Jogo de preparação para o Euro2023, marcado para a Covilhã

Rui Jorge, selecionador de sub-21, anunciou que vai apresentar uma equipa renovada, com algumas estreias, no embate deste sábado [17h00] frente à Geórgia, no Estádio Santos Pinto, na Covilhã, inserido na preparação para a fase final do Campeonato da Europa que vai decorrer, em 2023, na Geórgia e na Roménia.

«A equipa vai ser um bocadinho diferente daquilo a que normalmente estamos habituados», começou por enunciar o selecionador, na conferência de imprensa de antevisão da partida, antecipando, inclusive, algumas estreias. «Vão existir, com certeza», acrescentou.

«Poderemos utilizar um sistema na primeira e outro na segunda parte, com duas equipas diferentes. Ainda não está totalmente fechado. Eu e a minha equipa técnica ainda estamos a ultimar a forma como o vamos fazer, mas pode ser uma solução: jogar 45 minutos cada grupo», adiantou o selecionador.

Rui Jorge antevê que a Geórgia, seleção de um dos países anfitriões da fase final da competição, pode originar alguma dificuldade no primeiro momento de construção, ao apresentar-se como uma equipa compacta, «que à partida defenderá num 4x4x2 clássico», e nas transições, mas salientou que o grupo trabalhou para ultrapassar esses obstáculos.

Embora tenha realçado ter pela frente um adversário que Portugal poderá encontrar na fase final, e que «tem tido alguns bons resultados contra equipas de referência», a principal preocupação manifestada pelo treinador é pôr em prática «a ideia de jogo» dos sub-21 e «tentar superar algumas tarefas dentro do jogo».

Rui Jorge aludiu aos novos defesas convocados, que «não se conhecem propriamente bem uns aos outros», e a prioridade é a equipa focar-se na sua forma de jogar.

«Claro que é contra um adversário de uma fase final, claro que nem todos estão habituados a jogar juntos, mas, se tivermos conseguido que o pensamento se tenha tornado comum, com a inteligência deles, e com a capacidade técnica deles, acho que podemos ter bons momentos no jogo», antecipou.

O selecionador dos sub-21 enfatizou a vontade de «proporcionar um bom espetáculo» e garantiu que o grupo vai «estar à altura» no que toca à «entrega e determinação», até porque o estádio já está esgotado.

Rui Jorge frisou ainda que a convocatória para o estágio na Covilhã foi feita «numa perspetiva futura», para dar a oportunidade de ter a experiência nos sub-21 a jogadores «que estão a fazer por merecê-lo há algum tempo».

«Aproveitamos este jogo para que possam ter um bocadinho essa visibilidade e para nós os conhecermos melhor a outros níveis. Têm demonstrado, pelos treinos, que fizemos a opção correta», acrescentou.

Rui Jorge referiu estar a uma «grande distância» da fase final, para a qual conta com jogadores que agora ficaram de fora.

«Há jogadores que não estão aqui, que fizeram todo o trajeto de apuramento e com os quais nós, obviamente, contamos. Claro que muitos dos que aqui estão acredito que farão parte da convocatória final. Ainda estamos a uma grande distância, isto é uma profissão de rendimento que tem de ser mostrado constantemente. Eles vão fazê-lo, nós vamos esperar e escolheremos no momento certo os jogadores para essa fase final», vincou.

O guarda-redes André Gomes, os defesas António Silva, André Amaro, Bernardo Vital, Costinha e Leonardo Lelo e o médio Samuel Costa são as caras novas no conjunto orientado por Rui Jorge.

Depois de na sessão de quinta-feira não ter podido contar com Vasco Sousa, médio que treinou condicionado, devido a uma mialgia da coxa esquerda, esta sexta-feira Rui Jorge já contou com todo o grupo no treino realizado no Complexo Desportivo da Covilhã.

Relacionados

Seleção

Mais Seleção

Patrocinados