NATO avisa que agressões da Rússia à Ucrânia terão "consequências"

Agência Lusa , JGR
26 nov 2021, 16:33

A Rússia concentrou pela segunda vez este ano equipamento pesado, tanques e tropas de combate nas fronteiras da Ucrânia

PUB

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), Jens Stoltenberg, avisou esta sexta-feira a Rússia que haverá “consequências” e um “preço a pagar” se usar a força contra a Ucrânia.

“Deve ficar claro que, se a Rússia usar a força contra a Ucrânia, haverá custos que terão consequências", disse Stoltenberg, numa conferência de imprensa na sede da NATO, em Bruxelas.

PUB

"A Rússia concentrou pela segunda vez este ano equipamento pesado, tanques e tropas de combate nas fronteiras da Ucrânia”, alertou ainda, apelando a Moscovo que evite uma escalada do conflito.

A NATO, disse ainda, “tem de ter em conta novas realidades, incluindo as ações agressivas da Rússia, uma China mais assertiva, tecnologias emergentes e disruptivas e o impacto das alterações climáticas na segurança”.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros dos países membros da Aliança, incluindo Portugal, reúnem-se em Riga (Letónia), nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro, sendo o conflito entre a Rússia e a Ucrânia um dos temas em agenda.

PUB
PUB
PUB

A Ucrânia integra o Concelho da Parceria Euro-Atlântica desde que celebrou a Parceria para a Paz com a NATO, em 1994.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados