Saiba tudo sobre o Euro aqui

Fundador de grupo de extrema-direita condenado a 18 anos pela invasão ao Capitólio

25 mai 2023, 18:18
Stewart Rhodes (Susan Walsh/AP)

Juiz afirma que está em causa "um dos crimes mais sérios que um americano pode cometer"

O fundador da organização de extrema-direita Oath Keepers foi esta quinta-feira condenado a 18 anos de prisão, depois de o tribunal ter dado como provado que esteve por detrás de uma conspiração para que Donald Trump ficasse como presidente dos Estados Unidos após as eleições de 2020.

A sentença fala num crime de conspiração de sedição por parte de Stewart Rhodes, um dos principais organizadores do ataque ao Capitólio, realizado a 6 de janeiro de 2021.

“Não podemos ter grupos de cidadãos que, por não gostarem dos resultados de uma eleição, que não acreditam que a lei foi seguida, fomentem uma revolução”, afirmou o juiz Amit Mehta, acrescentando que “foi isso que fez” Stewart Rhodes.

O juiz foi mais longe: “Devo dizer, senhor Rhodes, e nunca disse isto a ninguém que condenei, o senhor coloca uma ameaça contínua e um perigo à nossa democracia deste país”.

A contribuir para a sentença esteve a ausência de arrependimento de Stewart Rhodes. “Uma conspiração de sedição, quando temos esses dois conceitos juntos, é um dos crimes mais sérios que um americano pode cometer”, acrescentou Amit Mehta, que chegou mesmo a falar em terrorismo interno.

“Era ele quem dava as ordens. Foi ele que organizou as pessoas naquele dia [6 de janeiro]. Ele foi a razão de estarem em Washington DC. Os Oath Keepers não estariam lá se não fosse Stewart Rhodes. Foi ele que deu a ordem para irem, e eles foram”, concluiu o juiz.

Stewart Rhodes foi considerado culpado de conspiração de sedição em novembro, num julgamento histórico que colocou à prova a capacidade do Departamento da Justiça responsabilizar as pessoas responsáveis pela invasão ao Capitólio, que resultou na morte de cinco pessoas e no sequestro de vários congressistas norte-americanos.

Em comentários pouco antes de o juiz proferir a sentença, Stewart Rhodes criticou a acusação como estando politicamente motivada, dizendo que nunca entrou no Capitólio e insistindo na tese de que nunca disse a ninguém para fazê-lo. “Sou um prisioneiro político e, tal como o presidente Trump, o meu único crime é opor-me àqueles que estão a destruir o nosso país”, defendeu.

Um advogado de Stewart Rhodes – que já anunciou que irá recorrer da sentença - disse que os procuradores estão a tentar, injustamente, fazer do extremista o rosto dos acontecimentos no Capitólio.

A CNN Internacional lembra que uma acusação por conspiração de sedição é rara no país, nomeadamente no último século e meio. Apesar da pena, o juiz não correspondeu ao pedido dos procuradores, que queriam 25 de prisão para o líder dos Oath Seekers, procurando responsabilizá-lo também por terrorismo.

Do grupo do qual o tribunal considerou que Stewart Rhodes era o líder foram já condenadas outras 22 pessoas, muitas delas por crimes federais, faltando saber quais as penas a aplicar em alguns casos.

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados