Steven Seagal, o amigo de Putin, está no Donbass para filmar um documentário com separatistas pró-russos

9 ago, 20:21
Vladimir Putin e Steven Seagal (Alexei Druzhinin/AP)

Ator, que tem a nacionalidade russa desde 2016, foi visto na prisão de Olenivka, onde recentemente morreram dezenas de combatentes ucranianos do Batalhão Azov

O ator norte-americano Steven Seagal está atualmente no Donbass, região ucraniana maioritariamente dominada pelas tropas russas e pelos separatistas ucranianos das autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk.

É precisamente em Donetsk, numa zona controlada por Moscovo, que está o conhecido ator, famoso pelos seus filmes de ação. Além de várias imagens que têm surgido nas redes sociais, a confirmação foi dada pelo líder separatista da República Popular de Donetsk, Denis Pushilin, que publicou uma mensagem na rede social Telegram depois de um encontro com Steven Seagal.

“Steven Seagal está a realizar um documentário sobre a guerra no Donbass. Falámos com prisioneiros de guerra no centro de detenção de Olenivka. Alguns dos reclusos foram mortos recentemente como resultado de um míssil das tropas ucranianas”, acrescentou o responsável, aludindo a um ataque que motivou acusações mútuas entre Kiev e Moscovo, sendo que organizações internacionais como as Nações Unidas já pediram acesso ao local para descobrir o que aconteceu ao certo.

Ainda segundo Denis Pushilin, Steven Seagal “notou que 98% daqueles que falam do conflito na comunicação social nunca aqui estiveram, e é por isso que o mundo não sabe a verdade”.

“Ele quer mudar a atitude desta guerra”, acrescentou o responsável.

Steven Seagal foi nomeado esta semana como representante especial da diplomacia russa para as relações com os Estados Unidos "no campo humanitário", de acordo com um anúncio do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia. Entre as funções do ator vão estar a cooperação cultural e artística e a promoção do intercâmbio de jovens entre os dois países.

Confesso admirador do presidente russo, a quem até chamou "um dos grandes líderes mundiais vivos", Steven Seagal, que é neto de russos emigrados nos Estados Unidos, adquiriu a nacionalidade russa em novembro de 2016. Amigo de Vladimir Putin, o ator apoiou algumas das mais polémicas movimentações de Moscovo nos últimos anos, como a anexação da Crimeia, em 2014, que a estrela de Hollywood considerou "muito sensata".

Passaporte russo de Steven Seagal (Alexei Druzhinin/AP)

Essa e outras situações levaram a Ucrânia a proibir, em 2017, Steven Seagal de entrar no país por cinco anos.

Relacionados

Artes

Mais Artes

Patrocinados