AG da SAD do Sporting com todos os pontos aprovados

30 set, 09:13
Estádio José Alvalade (Sporting)

Contas de 2021/22 no verde foram aprovadas aprovadas e foi ainda apreciada e aprovada a proposta de remunerações para 2022/23

Todos os 11 pontos da ordem de trabalhos da Assembleia Geral Extraordinária da SAD do Sporting foram aprovados por maioria.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a sociedade leonina começa por referir que as contas relativas ao exercício da época 2021/22 (com resultado positivo de 25 milhões de euros) foram aprovadas por maioria: 1.263.321 votos a favor, 14 contra e 22 abstenções.

Na ordem de trabalhos esteve ainda a proposta de aplicação de resultados relativos ao exercício findo em 30 de Junho de 2022, a apreciação geral da administração e fiscalização da Sociedade, do relatório sobre remunerações elaborado pelo Conselho de Administração, a apreciação e aprovação da proposta de remuneração variável a atribuir aos membros executivos do Conselho de Administração da Sociedade elaborada pela Comissão de Acionistas, da remuneração dos titulares dos órgãos sociais da Sociedade elaborada pela Comissão de Acionistas para o exercício de 2022/2023.

Foram ainda tomadas deliberações sobre a eleição da Mesa da Assembleia Geral para o quadriénio 2022/2026, e as eleições dos membros do Conselho de Administração, do Conselho Fiscal, da Sociedade de Revisores Oficiais de Contas e da comissão de acionistas para o mesmo período.

«Há três razões fundamentais para isso», introduziu Bernardo Ayala, citado no site do Sporting a propósito da proposta de nova política de remunerações. «Primeiro já passaram quatro anos desde que foi elaborada a primeira proposta de política de remunerações. Entretanto, tem de ser actualizada à luz das muitas voltas que o Mundo deu. A segunda razão tem a ver com o facto de há poucos dias, já não a tempo desta Assembleia, ter recebido um relatório sobre entidades de um universo semelhante ao Sporting CP, e esse estudo difere daquele em que nos baseamos há quatro anos. Ou seja, há uma nova visão sobre esta matéria e esse relatório veio comprová-lo. A terceira razão é porque sentimos que há um desfasamento grande entre as remunerações efectivas dos titulares dos órgãos sociais da Sporting SAD e dos titulares dos órgãos sociais de outras SAD que são relevantes para efeitos de comparação.»

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados