Sporting: claque reage ao rompimento do protocolo e acusa Varandas

23 out 2022, 20:06

Juve Leo defende que carga policial foi «abrupta e incoerente»

A Juventude Leonina reagiu ao rompimento do protocolo por parte da direção do Sporting, anunciado este domingo após a carga policial no jogo da véspera frente ao Casa Pia, em Alvalade.

Em comunicado, a claque acusa a Direção presidida por Frederico Varandas de premeditação e defende que nunca houve verdadeiro interesse em cooperar por parte de uma estrutura que «sempre se remeteu ao silêncio» após os esforços para a legalização levados a cabo pela claque.

«Ontem, assistimos a uma desmedida carga policial (que só acontece em Alvalade, vamos lá saber o porquê) no setor A14, incidido sobre os sócios do Sporting de uma forma abrupta e incoerente. Se o foco era pela suposta pirotecnia, informamos que existem excelentes câmaras de vigilância, que permitem detetar de imediato as infrações. Mas como, desde duas horas antes do jogo na sede da Juve Leo, já tínhamos tido uma fiscalização da ASAE, Polícia Municipal e Corpo de Intervenção, a carga policial foi para finalizar alegadamente a estratégia», acusa a claque, acrescentando que «esta Direção do Sporting em nada defende os seus sócios».

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Mais Lidas

Patrocinados