João Mário no Benfica: Sporting reclama 30 milhões, Inter defende-se

28 out, 18:48
Benfica-Juventus

Clube italiano abordou pedido de indemnização dos leões na assembleia geral desta sexta-feira

O Sporting apresentou um pedido de indemnização ao Inter junto da FIFA no valor de 30 milhões de euros, depois da rescisão de contrato dos italianos com João Mário, em julho de 2021, antes da chegada do médio ao Benfica, como jogador livre. Este pedido foi abordado pelo Inter na assembleia-geral com os acionistas, que se realizou esta sexta-feira, e onde o clube explicou que está a preparar a defesa.

Os leões defendem que, quando venderam o internacional luso ao Inter, por 40 milhões mais objetivos, em 2016, contemplaram uma cláusula que impedia o emblema nerazzurri de vender o jogador a outro clube português.

Além disso, os verde e brancos alertam para a chegada de Valentino Lázaro, por empréstimo dos italianos, ao Benfica, poucos dias depois da rescisão de João Mário, o que poderá ter sido uma estratégia das águias para compensar os nerazzurri. Lazaro, note-se, foi cedido numa operação avaliada em um milhão de euros e o Benfica acabou por não avançar para a compra em definitivo, no final da última época.

Já o Inter, entende que não cometeu nenhuma infração e alega ter rescindido contrato com o jogador por considerar que o salário anual de seis milhões brutos era demasiado elevado e poderia afastar clubes interessados. 

O clube transalpino entende que a acusação dos leões faria sentido caso tivesse recebido algum montante por João Mário. Já que o médio saiu para a Luz como jogador livre, o Inter considera que foi o atleta quem escolheu o seu destino, depois de ter sido demitido.

«A 10 de agosto de 2022, o Inter recebeu um pedido de indemnização de 30 milhões de euros do Sporting Clube de Portugal - Futebol ("Sporting CP") relativamente à transferência definitiva do jogador João Mário para o Benfica por falta de ativação da cláusula de preferência a favor do Sporting CP em caso de transferência do jogador para qualquer outro clube participante da liga portuguesa. A Sociedade, embora não se considere responsável por infrações contratuais, está a analisar as reclamações da contraparte com os seus advogados e atuará nos órgãos competentes para proteger os seus interesses», explicou o Inter.

O processo, escreve a Gazzetta dello Sport, deu entrada na FIFA nas últimas semanas e a decisão de primeira instância deverá ser conhecida depois do Natal.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados