Conheça Spike, o cão mais velho do mundo

CNN , Hafsa Khalil
22 jan, 12:29
Spike, 23 anos, é o cão mais velho do mundo desde 7 de dezembro de 2022. Créditos: Guinness

Spike, 23 anos, uma mistura de Chihuahua, que vive em Camden, Ohio, nos Estados Unidos, foi nomeado o cão mais velho do mundo pelos recordes do Guinness.

Nascido em novembro de 1999, Spike alcançou o estatuto a 7 de dezembro de 2022, depois de receber um certificado que comprova que tinha "pelo menos 23 anos e 7 dias".

A tutora do Spike, Rita Kimball, tem-no há quase 14 anos, depois de o ter encontrado abandonado no parque de estacionamento de uma mercearia, em 2009, segundo um comunicado do Guinness Word Records.

"Ele tinha sido rapado nas costas, tinha manchas de sangue à volta do pescoço por uma corrente ou corda, e parecia bastante agressivo", recordou Kimball.

Depois de um funcionário da mercearia lhe ter dito que o cão estava ali há três dias, Kimball levou-o para a sua quinta, tinha Spike 10 anos.

"O Spike saltou para dentro do carro e sentou-se no banco, como se soubesse para onde íamos. Estava destinado", disse Kimball.

Inspirado pelo grande e agressivo cão dos desenhos animados "Tom e Jerry", Kimball deu o nome ao seu pequeno e amigável novo amigo Spike.

"'Spike' era nome para um cão grande. O meu era pequeno, mas tinha a atitude de um cão grande", justificou.

Segundo o comunicado do Guinness, Spike, que pesa cerca de 5,8 quilos, tinha "sobrevivido a vários ataques" de outros animais e "voltou cada vez mais forte".

Kimball percebeu pela primeira vez que Spike podia ser o cão mais velho do mundo quando ouviu no "The Tonight Show" o anfitrião Jimmy Fallon falar do antigo detentor do recorde, a cadela Pebbles, que morreu em outubro do ano passado.

Spike acabou por destronar Gino Wolf, de Los Angeles, que a 15 de novembro último, era considerado o cão mais velho do mundo, com 22 anos e 52 dias.

Quase cego e surdo, Spike é considerado pela família uma pequena celebridade, família com que o cão gosta de passar o tempo, bem como com os outros animais da quinta.

De acordo com o Guinness, o cão que até hoje viveu mais tempo foi um pastor australiano chamado Bluey, que morreu em 1939 com 29 anos e cinco dias.

Relacionados

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados