Salvador sobre a cláusula de David Carmo: «A minha honra está acima de tudo»

Sérgio Pires , Estádio Municipal de Braga
12 jul, 17:42
David Carmo (FC Porto)

Presidente do Sp. Braga admite alterar regulamento da Liga sobre cláusulas por objetivos coletivos

António Salvador comentou a cláusula de 500 mil euros por época que o Sp. Braga tem direito a receber por David Carmo caso o FC Porto se sagre campeão para salientar que este tipo de compensação por objetivo coletivo não põe em causa a seriedade da competição. 

«Em relação à transferência de David Carmo, muito se falou de questões éticas. Eu pergunto: qual é a ética de três clubes nomearem outros para fazerem parte da direção da Liga? A minha honra e a honra do Braga vão estar sempre acima de tudo», afirmou o presidente do Sp. Braga num encontro com jornalistas que decorreu nesta terça-feira na «Pedreira».

«Nunca um jogador ou treinador irá colocar o prémio de 500 mil euros à frente de qualquer jogo, até porque eles têm prémios muito superiores no clube», afirmou Salvador um dia depois de ter feito um comunicado sobre o assunto.

Recordado sobre este e outros casos, como o de o Sp. Braga também beneficiar de 250 mil euros por cada época em que o Benfica se apurar para a Liga dos Campeões, no âmbito da transferência de Chiquinho, Salvador admitiu poder alterar o regulamento: «O Sp. Braga estará na linha da frente para melhorar o futebol e para que não haja suspeição. A seu tempo estaremos disponíveis [para mudar o regulamento].»

O presidente dos minhotos reagiu também ao facto de Pinto da Costa ter afirmado que com ambos bastava um aperto de mão para fechar um negócio.

«Toda a gente que negoceia comigo não precisa de caneta. Depois de dar o "OK", aperto a mão, a parte jurídica trata dos contratos e não se altera uma vírgula que seja ao que foi acordado entre as partes», concluiu. 

Relacionados

Patrocinados