Lucro da Sonae avança 89% no 1.º semestre para 118 milhões de euros

Agência Lusa , CF
28 jul, 20:17
Ataque informático: Compras no Continente só mesmo em loja e com constrangimentos

Este resultado traduz "o crescimento dos negócios, o sucesso na gestão do portfólio e o comparável do primeiro semestre de 2021 que havia sido afetado pela pandemia", indica a empresa em comunicado

A Sonae registou 118 milhões de euros de lucro no primeiro semestre, um aumento de 89% em comparação com o mesmo período do ano passado, foi esta quinta-feira anunciado.

“O resultado líquido atribuível a acionistas aumentou 89% para 118 milhões de euros, traduzindo o crescimento dos negócios, o sucesso na gestão do portfólio e o comparável do primeiro semestre de 2021 que havia sido afetado pela pandemia”, indicou, em comunicado, a empresa.

Por sua vez, o volume de negócios consolidado progrediu 7,9% para 3.400 milhões de euros.

Entre janeiro e junho, o resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) da empresa fixou-se em 319 milhões de euros, quando em igual período do ano passado tinha sido de 289 milhões de euros.

Nos últimos 12 meses, a Sonae investiu 563 milhões de euros, 244 milhões de euros dos quais em aquisições, tendo ainda recebido dividendos de 104 milhões de euros e encaixado 660 milhões de euros com a venda de ativos.

“A Sonae reforçou a sua aposta estratégica nas pessoas durante 2022, tendo nos últimos 12 meses criado mais de 1.400 empregos. Entre estes estão ucranianos que fugiram da guerra para Portugal e que beneficiaram da iniciativa ‘Sonae for Ukraine’”, acrescentou.

Por segmento, no período em análise, o volume de negócios da MC ascendeu 7,6% para 2.700 milhões de euros, enquanto no retalho de eletrónica, a faturação da Worten cresceu 0,6%, face ao período homólogo, para 521 milhões de euros.

No setor imobiliário, a Sierra atingiu um resultado líquido de 28,1 milhões de euros, “uma melhoria significativa quando comparado com o mesmo período do ano passado, com um contributo de mais 20,2 milhões de euros do resultado direto e de mais 7,9 milhões de euros do resultado indireto”.

Por sua vez, a Zeitreel teve uma faturação de 174 milhões de euros, com um crescimento homólogo de 28,1%.

Nos serviços financeiros, o Universo ultrapassou mais de um milhão de clientes e a produção ascendeu 17%.

A Bright Pixel concluiu, neste período, dois investimentos no total de 12,8 milhões de euros, nos segmentos de tecnologia de retalho e infraestruturas digitais e reforçou a sua participação em empresas do seu portfólio, nomeadamente na Sales Layer e na Portainer.io.

No segundo trimestre, o resultado líquido da NOS aumentou 2%, em termos homólogos, para 44 milhões de euros, “implicando uma contribuição pelo método de equivalência patrimonial para os resultados da Sonae de 10 milhões de euros no trimestre, atingindo 19 milhões de euros no primeiro semestre de 2022”.

Por último, a ISRG (retalho de desporto) teve vendas totais de 621 milhões de euros, com um ganho homólogo de mais de 71%.

“Durante o primeiro semestre de 2022, enquanto nos preparávamos para um mundo pós-pandemia, enfrentámos novamente uma realidade totalmente nova e desafiante, desta vez caracterizada por fortes disrupções nas cadeias de abastecimento, por uma escalada dos custos de energia e por níveis crescentes de inflação e taxas de juro. Este contexto, intensificado pela guerra na Ucrânia teve um impacto significativo nas nossas comunidades e nos nossos negócios, colocando-nos novamente à prova”, assinalou, citada no mesmo documento, a presidente executiva da Sonae, Cláudia Azevedo.

Na sessão de hoje da bolsa, as ações da Sonae ficaram inalteradas em 1,14 euros.

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados