Ansiedade e depressão fazem disparar procura das urgências de pedopsiquiatria

24 out, 09:56

Os sucessivos confinamentos, em particular o segundo, e o início do ano letivo são apontados como os principais causadores destes sintomas, que depois levam alterações de comportamento agudas

PUB

Há cada vez mais crianças e adolescentes a procurar os serviços de urgência de pedopsiquiatria e a principal causa prende-se com a ansiedade e a depressão.

Os sucessivos confinamentos, em particular o segundo, e o início do ano letivo são apontados como os principais causadores destes sintomas, que depois levam alterações de comportamento agudas. 

PUB

De acordo com dados apurados pelo Jornal de Notícias (JN), o Centro Materno Infantil do Norte, no Porto, registou mais de 1.200 episódios desde o início do ano até 19 de outubro. Um aumento de 40% face ao mesmo período de 2019, antes da pandemia. Relativamente ao ano passado, o aumento é ainda mais acentuado: 73%.

Em declarações à TVI24, Caldas Afonso, diretor do Centro Materno Infantil do Norte, disse que foram deixados para trás aqueles que são os efeitos indiretos da pandemia. 

Dentro daquilo que mais nos preocupa nos efeitos indiretos da pandemia, continua a ter a ver com uma importante perturbação do processo educativo (...) estamos a falar de uma geração que teve um ano e meio de perturbação nesse processo educativo, que afeta de maneira diferentes os jovens, de acordo com o seu ciclo de vida", explicou. 

PUB
PUB
PUB

Na ótica do especialista, o confinamento e o período de pandemia aumentou ainda mais a dependência dos videojogos e dos telemóveis e que isso é visível no dia a dia, como por exemplo, em restaurantes.

Tem havido um aumento dos comportamentos de natureza aditivos, que já vinham a ser estabelecidos na nossa população jovem (...) as dependências dos videojogos, dos smartphones, e tudo o que isso envolve, que foi claramente acentuado perante o período de pandemia." 

Já em Lisboa, no Hospital D. Estefânia, o cenário é bastante idêntico: "Os sintomas de ansiedade e depressão ocupam neste momento uma parte muito significativa" das idas às urgência de pedopsiquiatria.

Os médicos dizem que a utilização de psicofármacos não é, por norma, a primeira nem única opção, mas admitem que, com o aumento da patologia, surjam consequentemente mais crianças medicadas. Na grande maioria dos casos é recomendado o acompanhamento em consulta. 

O JN adianta ainda que as consultas em Saúde Mental têm aumentado em todas as idades. 

PUB
PUB
PUB

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.

Saúde Mental

Mais Saúde Mental