Sismo na ilha de Java pode ter feito mais de 600 mortos - novo balanço aponta para o dobro das vítimas

Agência Lusa , CM
16 dez 2022, 14:04

O balanço anterior era de 334 mortos. Nova estimativa foi baseada em dados recolhidos entre os moradores da cidade de Cianjur

O número de mortos no terremoto que abalou a ilha de Java, na Indonésia, em novembro quase duplicou e ascende a 602, segundo um novo balanço realizado esta sexta-feira pelas autoridades locais.

Em 21 de novembro, um sismo de magnitude 5,6 na escala de Richter atingiu a cidade de Cianjur, na província mais populosa da Indonésia, em Java Ocidental. A maioria das vítimas morreu após o colapso de edifícios ou em deslizamentos de terra.

O balanço anterior feito pelas autoridades era de 334 mortos.

O porta-voz do governo local de Cianjur, Adam, que como muitos indonésios tem apenas um nome, disse à agência de notícias AFP que o balanço de mortos de 602 foi baseado em dados recolhidos entre os moradores da cidade.

"Se alguém morre, as pessoas em Cianjur costumam enterrá-lo imediatamente. Devido à situação de pânico, os mortos foram imediatamente enterrados pelos seus familiares sem notificar o órgão de saúde", explicou.

Um funcionário da agência local de serviços de emergência (BPBD), Wawan Setiawan, confirmou à AFP este novo balanço, que foi partilhado pelo organismo nas redes sociais.

A agência de notícias estatal Antara também citou hoje o chefe do distrito de Cianjur, Herman Suherman, sobre o novo número de 602 mortos.

O porta-voz da Agência Nacional de Gerenciamento de Desastres (BNPB), Abdul Muhari, disse à AFP que o número de mortos confirmados pelo organismo é de 335, mas está a trabalhar para verificar este novo balanço.

"O chefe do distrito disse que já tem os dados, mas ainda precisamos verificar", disse o porta-voz, acrescentando que os familiares dos mortos para pedirem assistência ao governo devem retirar as vítimas do registo familiar e receber um atestado de óbito das autoridades.

Localizada no "Círculo de Fogo" do Pacífico, onde as placas tectónicas se encontram, a Indonésia experimenta regularmente terremotos e erupções vulcânicas.

Este terremoto é o mais mortal na Indonésia desde 2018, quando a região de Palu (Ilha das Celebes) foi atingida por um terramoto e um tsunami que mataram mais de 4.000 pessoas.

Relacionados

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados