Apneia do sono e ressonar: 8 sinais de alerta a que deve prestar atenção

CNN , Sandee LaMotte
27 fev, 20:00
Ressonar

A apneia obstrutiva do sono é um distúrbio sério. As pessoas que têm esta síndrome deixam de respirar durante 10 segundos ou mais de cada vez.

Quais são os sinais de alerta da apneia obstrutiva do sono e o que pode fazer relativamente a isso? Pedimos aos especialistas que nos explicassem o assunto.

Ressonar pode ser um sinal de que se tem apneia obstrutiva do sono. No entanto, num dado momento das nossas vidas, todos ressonamos. Se estivermos constipados ou com alguma alergia, isso pode bloquear as vias nasais. Se deixarmos algumas bebidas muito perto da cama, estas relaxarão automaticamente os músculos da língua, o palato e a garganta. Antes que nos apercebamos, forçamos, de forma inconsciente, o ar através dos tecidos moles. Isso causa vibrações e faz ressonar.

"Ressonar pode ser normal e não algo com que tenhamos de preocupar-nos", disse a especialista em sono Rebecca Robbins. Ela também é professora no departamento de medicina do sono, na Universidade de Medicina, em Harvard.

Robbins disse: “Quando se ressona alto ou quando há pausas na respiração, é aí que começamos a ter motivos de preocupação.”

Estima-se que, pelo menos, 25 milhões de americanos e 936 milhões de pessoas em todo o mundo possam sofrer de apneia obstrutiva do sono, embora haja muitos mais casos que não foram diagnosticados.

"Pode ser muito assustador"

Ao contrário da apneia central do sono, e na qual o cérebro, ocasionalmente, diz ao corpo para respirar, a apneia obstrutiva do sono deve-se a um bloqueio das vias aéreas. Neste tipo de apneia, os tecidos moles podem encontrar-se fracos, pesados ou relaxados.

"A pessoa faz esforço com a barriga e com o peito para tentar fazer entrar e sair o ar. No entanto, por causa da obstrução nas vias aéreas superiores, não se consegue fazer isto. Muitas vezes, não estamos cientes dessa luta, mas pode ser muito assustador para quem está a ver", disse Raj Dasgupta, especialista em sono. Ele é, igualmente, professor de medicina clínica na Escola de Medicina Keck, na Universidade da Califórnia do Sul.

Segundo o Instituto Americano de Medicina do Sono, caso não seja tratada, a apneia obstrutiva do sono pode fazer com que haja maior propensão para sofrer de hipertensão, doenças cardíacas, diabetes tipo 2, depressão ou pode levar mesmo à morte precoce.

Como pode dizer-se que ressonar se tornou perigoso para a sua saúde? Os especialistas em sono usam um questionário, cujo acrónimo é fácil de entender: STOP BANG (as iniciais correspondem às letras originais, em língua inglesa).

S corresponde a snoring (Ressonar)

Ressonar é o indicador principal. Por essa razão óbvia, está no topo da lista de potenciais sinais de avisos. No entanto, este ressonar não é ligeiro. Também não é, certamente, o tipo de roncar a que se possa chamar de “bonito”.

Se o ressonar do seu parceiro se ouve mesmo com as portas fechadas, é chegado o momento de consultarem um especialista em sono.

Dasgupta disse: "Estamos a falar de um forma de ressonar alta e desagradável, do género que se ouve mesmo com as portas fechadas ou que pode interromper conversas.”

Ele acrescentou: "Alguns dos parceiros dos meus pacientes que sofrem de apneia obstrutiva do sono, descrevem o ressonar dos seus companheiros como se estivessem a ouvir “um urso a morrer” ou como se isso se tratasse de uma cena do filme ‘Parque Jurássico’.”

T corresponde a tired (Cansaço)

Estar verdadeiramente cansado, durante o dia, é um indicador crucial de que a qualidade do sono é bastante má. Este fator, em conjunto com ressonar, pode ser um sintoma indicativo de apneia do sono.

Robbins disse: "A sonolência diurna é um forte indicador da apneia do sono.”

"Dormir sempre que pode, quer seja no cinema, quer seja numa pausa depois do almoço, são sintomas marcantes, bem como a fadiga. A juntar a isso, o ressonar tão alto que quase deita a casa abaixo”, disse Robbins. A especilista em sono foi coautora do livro “Sleep for Success! Everything You Must Know About Sleep But are Too Tired to Ask”.

O corresponde a Observado

Muitas pessoas, se não a maioria, não fazem ideia de que ressonam. De igual modo, também não sabem que param de respirar durante a noite, exceto se o bloqueio for tão mau que acabam por acordar ofegantes e a sufocar.

Dasgupta disse: "O “O” corresponde a apneia observada. Na verdade, isso é pior do que apenas ressonar. Uma apneia significa não haver fluxo de ar: não há ar a entrar, nem a sair. A pessoa não está a respirar. A apneia observada é, na verdade, um sinal de alerta.”

Pessoas que dormem juntas são cruciais para identificar a apneia obstrutiva do sono.

"Ver o seu parceiro parar de respirar, roncar, tossir ou ficar sem ar são sinais de que o seu ressonar pode não ser normal. Por isso mesmo, estes sintomas requerem atenção por parte de um especialista em sono", disse Robbins.

P corresponde a pressure (Hipertensão)

A apneia obstrutiva do sono pode levar à hipertensão. De cada vez que uma pessoa para de respirar por alguns segundos, o sistema nervoso simpático do corpo entra em ação. Isto leva a um aumento da pressão sanguínea. Além disso, o corpo liberta hormonas do stresse chamadas catecolaminas. Estas podem, de igual modo, aumentar a pressão arterial ao longo do tempo.

Ter hipertensão, por si só, não é indicativo de ter um distúrbio do sono. Contudo, pode ser um sinal de alerta quando combinado com outros vestígios que indiquem este distúrbio. Felizmente, os tratamentos para a apneia obstrutiva do sono, tal como a pressão positiva contínua das vias aéreas, ou CPAP, não só têm mostrado que ajudam na apneia do sono, bem como ajudam a baixar a tensão arterial.              

B corresponde a BMI (IMC)

O Índice de Massa Corporal é um parâmetro usado para indicar os níveis de peso. Para medir o IMC, os profissionais de saúde usam os dados da altura e do peso, de forma a monitorizar as mudanças de peso em relação à altura. O seu peso é considerado normal se o seu IMC estiver entre os 18,5 e os 24,9. Considera-se que a pessoa está acima do peso quando este índice está entre os 25 e os 29,9. Caso o seu IMC esteja entre os 30 ou m ais, isso indica que a pessoa é obesa.

É frequente ver pessoas obesas ou extremamente obesas, e cujo IMC está entre os 35 ou mais, sofrerem de apneia obstrutiva do sono. Tal sucede porque o peso extra na boca, língua e pescoço faz com que esses tecidos moles colapsem. Como tal, isso faz com que seja mais difícil respirar sem ressonar.

Robbins disse: Perder peso pode ser uma recomendação, por parte de um profissional de saúde, para lidar com a apneia do sono.”

Ela também acrescentou: “A apneia obstrutiva do sono tem aumentado em todo o mundo. A obesidade atingiu proporções epidémicas. Esta situação não se via, com tanta frequência, antes da década de 1970.”

"Na medicina do sono, nós costumamos brincar e dizemos que o Humpty Dumpty foi um dos primeiros casos de apneia obstrutiva do sono. Ele tinha uma barriga grande e, provavelmente, teria tecido a mais ao redor do palato mole. Ele corria o risco de adormecer e de cair da parede", disse Robbins.

“Isto era uma rima infantil e, na altura, era algo que fugia à regra. Infelizmente, agora é algo bastante comum devido ao aumento do IMC que vemos no país e a nível mundial”, acrescentou ela.

A corresponde a age (Idade)

À medida que envelhecemos, o tónus muscular enfraquece, até mesmo no palato macio e na zona do pescoço. Por isso, ter mais de 50 anos deve alertar para o facto de que o seu ressonar pode ser ou pode transformar-se em apneia obstrutiva do sono.

No entanto, há algumas boas notícias. Há estudos que começam a descobrir que a apneia do sono em idosos tende a ser mais leve a moderada. Contudo, os casos mais graves ocorrem em idades mais jovens.

N corresponde a neck (Pescoço)

Ter uma grande circunferência do pescoço, quer seja por estar acima do peso, quer seja por causa da genética, também é um indicador importante de apneia obstrutiva do sono.

Dasgupta disse: "Você não quer ser aquela pessoa estranha que mede o diâmetro do pescoço do seu ente querido à noite. A regra de ouro sempre será um tamanho de colarinho maior que 43 centímetros para um homem. Caso o perímetro do pescoço de uma mulher seja de 40,6 centímetros, isso vai colocá-la em maior risco de apneia do sono."

G corresponde a Género

É homem? Infelizmente, isso também faz com que tenha uma maior probabilidade de ter apneia obstrutiva do sono. Algumas das razões devem-se ao facto de os homens tenderem a ter línguas mais gordas e possuírem mais gordura corporal do que as mulheres, sobretudo no pescoço. Os homens também têm tendência a ter mais "gordura na barriga". No geral, esta situação pode dificultar a respiração.

"No entanto, vemos mais casos de apneia obstrutiva do sono em mulheres após a menopausa", disse Dasgupta.

Avaliação dos requisitos de alto risco

Agora é hora de saber qual é o seu grau de risco. Atribua um ponto para cada resposta "sim". Se marcou entre 5 e 8, encontra-se em risco elevado de ter apneia obstrutiva do sono. Como tal, deve ser avaliado por um especialista em sono.

"Atualmente, os testes de sono são muito mais fáceis de fazer do que antigamente. Dantes, este tipo de exame só se fazia em clínicas de sono", disse Dasgupta. "Não tem que ficar preso numa clínica de sono e ter esses fios todos ligados a si, como se se tratasse do Frankenstein. Agora, pode fazer um teste de sono em casa, na sua cama. Isso é sempre bom.”

O Instituto Americano de Medicina do Sono diz que não deve ignorar os seus sintomas, pois podem trazer efeitos negativos para a sua saúde. "Tal como um alarme de incêndio, ressonar é um aviso de perigo que exige a sua atenção."

Dasgupta disse: “Se a sua pontuação está entre 0 e 2, é óbvio que o seu risco é baixo. Então, o seu ressonar não é motivo de grande preocupação para a sua saúde. Uma pontuação entre 3 a 4 coloca-o num risco intermédio. No entanto, isso não significa que deve ignorar os seus sintomas, sobretudo se partilhar a cama com alguém que lhe é querido.”

"É sempre bom ser boa pessoa. Se isso afetar o parceiro com quem partilha a sua cama, acho que vale a pena fazer uma avalição", disse ele. "Se o seu ressonar faz acordar a pessoa com quem dorme várias vezes ou se esta não pode dormir por causa de seus roncos, então ela vai ficar sem sono. Isso não é bom para a sua saúde. Por isso mesmo, não é sempre sobre si.”

Tratamentos

O tratamento de eleição para a apneia do sono é o uso de pressão positiva contínua das vias aéreas ou CPAP. Este dispositivo, ao empurrar o ar para os pulmões através de uma máscara no nariz, ajuda a manter as vias aéreas desobstruídas durante toda a noite.

A perda de peso pode diminuir, de forma significativa, ou até mesmo eliminar a apneia obstrutiva do sono. A perda de massa tecidular na boca, língua e pescoço alivia a pressão nas vias aéreas. Os médicos podem prescrever, de igual forma, um aparelho oral projetado para ampliar as vias aéreas. Este dispositivo faz com que a língua ou a mandíbula se mova para a frente.

Se tiver pólipos nasais, desvio do septo, amígdalas aumentadas ou adenóides estes problemas podem contribuir para a apneia, Nestes casos, aconselha-se uma cirurgia.

Casos ligeiros de apneia do sono podem responder à "terapia posicional". Esta é uma maneira de manter as pessoas a dormirem de lado, em vez de se mexerem durante o sono, Isto faz melhorar o fluxo das vias aéreas e reduz o ressonar.

Dasgupta disse: "Sou um grande entusiasta de soluções simples e caseiras, tais como: costurar bolas de ténis na parte detrás do pijama. Assim, evita-se que as pessoas durmam de costas.”

"Se quiser ser ainda mais criativo, coloque na pessoa um sutiã ao contrário. Depois, coloca bolas de ténis nas copas", sugeriu Robbins.

Katie Hunt, da CNN, contribuiu para esta história.

Vida Saudável

Mais Vida Saudável

Patrocinados