Singapura Airlines dá 9 mil euros aos feridos ligeiros do voo SQ321

11 jun, 12:52
Turbulência em voo para Singapura: "Só percebi a gravidade da situação quando vi uma senhora que tinha um corte profundo na cabeça"

O incidente ocorreu a 21 de maio de 2024 e fez 104 feridos

A Singapura Airlines ofereceu uma compensação financeira aos passageiros do voo SQ321, que sofreram ferimentos ligeiros na sequência do incidente por causa da a extrema turbulência que afetou o aparelho a 21 de maio. A informação foi avançada pela própria Singapura Airlines no Facebook

Aos passageiros com ferimentos ligeiros foi proposto o recebimento de 10 mil dólares (cerca de 9300 euros), enquanto aqueles que sofreram ferimentos graves contaram com um “adiantamento de 25 mil dólares [mais de 23 mil euros] para responder às suas necessidades imediatas”, não sendo este o valor final atribuído, mas sim “parte da compensação final que estes passageiros irão receber”, pode ler-se na publicação.

“Para aqueles que sofreram lesões mais sérias devido ao incidente, convidamo-los a discutir uma proposta de indemnização para satisfazer cada uma das circunstâncias específicas quando se sentirem bem e prontos para tal”, acrescenta a companhia. 

Mesmo aqueles que não sofreram ferimentos receberam 1000 dólares para “cobrir as suas despesas imediatas da partida de Bangcoque”, local para onde o avião foi desviado, e uma indemnização “por atraso, em conformidade com a regulação da União Europeia ou do Reino Unido”.

Dos 211 passageiros e 18 membros da tripulação do voo com destino a Singapura, no dia 21 de maio, 104 pessoas ficaram feridas. As lesões mais graves ocorreram no crânio, cérebro e coluna vertebral. Até segunda-feira, dia 10 de junho, 12 passageiros ainda se encontravam hospitalizados. 

Um homem de 73 anos morreu de ataque cardíaco durante o incidente, sendo a única vítima mortal. 

“A Singapore Airlines pede profundas desculpas a todos os passageiros pela experiência traumática no voo SQ321 a 20 de maio de 2024. Comprometemo-nos a fornecer o nosso suporte total e assistência durante esta altura”, lê-se na publicação feita pela companhia aérea.

O voo partiu de Londres com destino a Singapura a 20 de maio e aterrou na Tailândia às 15:45 (hora local) do dia 21.

Relacionados

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados