Marcelo: “Simone é a encarnação daquilo que há de melhor na coragem portuguesa”

30 mar, 08:11
Simone de Oliveira em concerto de despedida

O Presidente da República marcou presença no último concerto de Simone de Oliveira e anunciou que vai condecorar a artista pela terceira vez

O Presidente da República considerou esta terça-feira que o último concerto de Simone de Oliveira é uma “falsa despedida”. “Não a deixamos despedir-se de nós”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa.

Simone de Oliveira subiu ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, para um concerto que coloca o ponto final em 65 anos de carreira.

“É mentira que seja uma despedida. Não deixamos que Simone se despeça. Mais depressa nos despedimos nós, do que ela se despede de todo o Portugal. E não se despede, porque continua a ser a mesma Simone de sempre, e vai continuar por muitos anos”, afirmou o Presidente da República.

Marcelo Rebelo de Sousa explicou que as primeiras memórias que tem da artista remontam aos anos 1950, “no início da televisão”. “Eram várias Simones, mas sempre a mesma Simone. E os portugueses ficaram a dever-lhe a coragem, a luta pela mulher, a luta na doença, a capacidade de lutar pela liberdade, pela democracia. Ser a encarnação daquilo que há de melhor na coragem portuguesa”, concretizou.

Marcelo Rebelo de Sousa irá condecorar, pela terceira vez, a artista. “Na primeira ocasião, quando ela puder”, explicou, porque “nunca é demais agradecer em nome de todos os portugueses”.

Numa entrevista, no final do concerto, Simone de Oliveira admitiu que voltaria a cantar se o Presidente da República lhe fizer esse pedido, no momento em que for distinguida no Palácio de Belém. "Se o Presidente da República me pedir para cantar para ele, canto”, garantiu.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Música

Mais Música

Patrocinados