Morreu o treinador de natação Shintaro Yokochi aos 87 anos

Agência Lusa
15 jan, 23:37
Shintaro Yokochi

Shintaro teve como “expoente máximo”, nota a FPN, a participação de Alexandre Yokochi na final dos 200 metros bruços em Los Angeles1984, até hoje a única final da natação portuguesa em Jogos Olímpicos

O treinador de natação Shintaro Yokochi morreu hoje aos 87 anos, anunciou a Federação Portuguesa de Natação (FPN), lembrando-o como “uma das mais importantes figuras do desporto português”, tendo treinado o filho, Alexandre.

Shintaro teve como “expoente máximo”, nota a FPN, a participação de Alexandre Yokochi na final dos 200 metros bruços em Los Angeles1984, até hoje a única final da natação portuguesa em Jogos Olímpicos.

“À família enlutada, a direção da FPN apresenta as mais sinceras condolências”, pode ler-se em comunicado, que não revela a causa da morte.

Yokochi, nascido em 31 de outubro de 1935 em Yokohama, sobreviveu ao rebentamento da primeira bomba atómica, em Hiroshima, no dia 06 de agosto de 1945, e em 1958 mudou-se para Portugal.

Enjeitou uma possível participação nos Jogos Olímpicos Roma1960, como nadador, para se tornar treinador, aos 22 anos, da equipa de natação do Sport Algés e Dafundo.

Casou e constituiu família em Portugal, com Alexandre a seguir-lhe as pisadas como nadador, tendo conseguido uma medalha de prata em Europeus para Portugal, entre numerosos outros feitos com o sétimo lugar em Los Angeles como apogeu.

Na carreira tem uma passagem pelo FC Porto até se mudar para o Benfica, em 1972, passando a treinar o filho, que abandonou a competição de elite em 1992 e hoje é professor universitário nos Estados Unidos.

País

Mais País

Mais Lidas

Patrocinados