Ama da menina que morreu em Setúbal e marido terão raptado e maltratado a menor. Casal e uma filha ficam detidos

Henrique Machado , notícia atualizada às 08:16 de 23 de junho
22 jun, 23:26

Casal terá emprestado dinheiro à mãe de Jéssica e decidiram raptar e maltratar a criança até que recebessem a quantia em dívida

A ama da menina da menina de três anos que morreu em Setúbal, marido e uma filha vão ficar detidos. A mãe e o padrasto de Jéssica saem em liberdade, em causa está um caso de agiotagem e extorsão, sabe a CNN Portugal.

As detenções assentam nos crimes de homicídio qualificado, ofensas à integridade física grave, rapto e extorsão. Alegadamente, a ama e o marido, de 52 e 58 anos, eram agiotas e emprestaram dinheiro à mãe da menor. Como retaliação, até receberem a quantia em dívida, terão raptado a criança, que sujeitaram a maus tratos.

Já a filha do casal, de 27 anos, fica detida por crimes de omissão de auxílio, uma vez que terá assistido aos maus tratos que provocaram a morte de Jéssica e nada fez para os evitar nem terá prestado socorro à menor.

Os mandados de detenção foram emitidos pouco antes da 1:00 desta quinta-feira.

Jéssica Biscaia morreu esta segunda-feira em Setúbal após ter dado entrada no Hospital de São Bernardo.

A ama, que terá tido a menina a seu cargo durante cinco dias a pedido da própria mãe, terá justificado os ferimentos que a menina apresentava com uma queda de uma cadeira. Perante o agravamento do estado da criança, a mãe acabou por chamar o INEM. A meninda foi assistida em casa da mãe por uma equipa de emergência médica e acabaria por falecer no hospital.

A PSP registou a ocorrência, que entretanto ficou a cargo da Polícia Judiciária. A PJ acreditava que a criança tinha sido sujeita a maus-tratos, mesmo antes da autópsia que foi realizada esta quarta-feira no Gabinete Médico-Legal de Setúbal.

A ama, a mãe e o padrasto da menina estiveram a prestar declarações esta quarta-feira na Polícia Judiciária (PJ) de Setúbal

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados