Duas máscaras, um bloco de notas, uma Constituição, postais e uma bandeirola: recomeça o Parlamento

29 mar, 22:51

Com gente nova e gente de antes, está a aberta a nova legislatura. E foi assim que começou - incluindo com um kit simbólico

"Bom dia, Sr. deputado", "bom dia, Sra. deputada", é um cumprimento tão simples mas tão novo para alguns nesta sala dos Passos Perdidos da Assembleia da República: há quem o diga ou o ouça ali pela primeira vez, é a estreia de alguns no Parlamento, o novo Parlamento com uma maioria absoluta do PS e o Chega como terceira força política. 

Os corredores do Andar Nobre voltaram a encher-se esta terça-feira, convergindo num centro de encontros e desencontros. Na cafetaria deste piso, Mafalda atende os pedidos de pequeno-almoço pelo 23º ano consecutivo, tanto que os clientes habituais já a tratam pelo nome próprio. "Bom dia, já voltámos outra vez à atividade, não é?", "demorou muito a arrancar e a malta perdeu o ritmo", comenta-se ao balcão. A verdade é que a tomada de posse do Parlamento, prevista para meados de março, foi atrasada por algumas semanas.

Pouco depois das 09:00 já se juntavam no Salão Nobre alguns deputados para tratarem das formalidades habituais no processo de acolhimento. O ambiente é calmo mas expectante, forma-se uma fila: entre os novos e velhos deputados eis Santos Silva, que à tarde seria eleito presidente da Assembleia da República. "Bom dia, professor, agora que já não é ministro", aborda um jornalista, "bom dia... Sr. deputado", retorquiu o socialista, apesar de este ser um cargo que duraria poucas horas. Foi dos primeiros a inscrever-se. Dentro do salão esperam os funcionários do Parlamento, com a pandemia da covid-19 a obrigar a algumas adaptações, como a utilização de acrílicos colocados nas mesas de atendimento. 

Quem sai da sala vai carregado com um saco de pano. Trata-se de um "kit de boas-vindas", explica um deputado social-democrata. Lá dentro estão duas máscaras, um bloco de notas, uma Constituição, postais e até uma bandeirola.

9:55. Toca campainha. Os novos deputados saem das salas para a sessão de abertura. Já há muitos meses que o Parlamento não estava tão cheio, já que desde a dissolução apenas tem funcionado a comissão permanente - com muito menos deputados. Esta terça-feira foram muitos os reencontros, os abraços, mas também as fotografias e selfies. Entre os lugares destaca-se uma mancha vermelha e verde - são as máscaras que o grupo parlamentar do Chega utiliza, com a imagem da bandeira de Portugal gravada.

Com algum atraso e muito burburinho, a sessão atrasa-se e acaba por começar às 10:09. No hemiciclo, Edite Estrela cita Miguel Torga: "Recomeça".

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados