“Horrivelmente sem sentido o que aconteceu aqui”. Família sequestrada na Califórnia foi encontrada morta

CNN Portugal , DCT
6 out, 15:57
Família raptada na Califórnia (DR)

Os quatro elementos da família estavam desaparecidos desde o início da semana. Um suspeito foi detido

Aroohi Dheri, de apenas oito anos, os pais, Jasleen Kaur e Jasdeep Singh, e o tio, Amandeep Singh, foram encontrados mortos esta quinta-feira. A família terá sido sequestrada no início da semana, no quarteirão 800 da South Highway 59, em Merced, que fica no centro da Califórnia e onde estava sediada a empresa de camiões que geriam. 

Segundo as imagens de videovigilância a que a polícia teve acesso, a família foi raptada em dois momentos por um homem que escondia o rosto com uma máscara cirúrgica. Numa primeira fase, foram sequestrados os pais da criança, ambos com as mãos amarradas atrás das costas, e, numa segunda, a criança com o seu tio. O homem tinha consigo uma arma de fogo

“Horrivelmente, horrivelmente sem sentido o que aconteceu aqui”, lamentou Vernon Warnke, xerife do condado de Merced. “Hoje à noite, os nossos piores receios foram confirmados. Encontrámos as quatro pessoas do sequestro e elas estão, de facto, mortas”, continuou, sem adiantar o local onde os corpos foram encontrados e o estado dos mesmos.

O agente de autoridade, que adiantou que o caso vai agora ficar em segredo, confirmou, no entanto, um suspeito: um homem identificado como Jesus Manuel Salgado e que já tinha sido condenado, em 2005, por assalto à mão armada.

Pouco depois do sequestro, o cartão bancário de uma das vítimas foi usado e, mais uma vez, imagens de videovigilância mostram um homem com aparência semelhante ao que se dirigiu à empresa da família e sequestrou os elementos que lá estavam.

De acordo com a Reuters, a motivação do crime não é ainda conhecida, mas o suspeito já foi detido. No entanto, o homem encontra-se agora hospitalizado, após uma tentativa de suicídio antes da detenção. 

Para já, não há mais informações sobre o seu envolvimento na morte das quatro pessoas, conta a CNN Internacional

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados