Fernando Santos explica aposta em Gonçalo Guedes

Sérgio Pereira , Enviado-especial à Rússia, em Kratovo
21 jun 2018, 13:46
Fernando Santos

Selecionador diz que jogar um Mundial é diferente de jogar uma fase de apuramento e por isso nas fases finais procura ter um avançado que possa também ser médio: foi Nani em 2006 e tem sido agora Guedes

Gonçalo Guedes tem sido dos jogadores portugueses menos felizes no Mundial 2018. O avançado somou duas exibições pouco conseguidas, mas a verdade é que Fernando Santos continua a confiar nele.

Esta quinta-feira, por exemplo, foi questionado durante uma conversa informal por que tem jogado Guedes quando André Silva fez uma excelente fase de apuramento, com vários golos e um entendimento perfeito com Ronaldo.

«Porque eu estrategicamente entendo que o Gonçalo Guedes é o mais indicado», começou por dizer.

«Não consigo entender como se olha para um jogo com Andorra ou as Ilhas Faroé da mesma forma que se olha para um jogo do Mundial. Temos de analisar os adversários, temos de olhar para os jogos em si, isto é um campeonato de três jornadas.»

Fernando Santos fez questão de repetir várias vezes, aliás, que isto é um Mundial, e que não há nada como um Mundial.

«Há jogadores que fizeram um excelente apuramento e são altamente responsáveis por estarmos aqui. E quando eu achar que devem ser opção, eles vão jogar. Eu confio plenamente em todos», acrescentou.

«Mas a questão aqui é como arrumar a equipa. O que eu procuro quando utilizo Nani no Euro 2016 e agora Guedes no Mundial 2018 é tentar ter mais um jogador que possa ser médio, se for preciso. Porque jogar só com quatro médios num Mundial é curto.»

O selecionador admite, no entanto, que Gonçalo Guedes tem tido falhas. Por vezes acusa alguma ansiedade e não esconde uma necessidade muito grande de procurar servir Cristiano Ronaldo.

«Notei isso particularmente num lance no jogo com a Espanha, em que o Guedes ia com a bola, podia atacar o central em um contra um - porque ele é muito forte nisso, até pela capacidade muscular -, e percebeu-se que estava a olhar pelo canto do olho à espera do Ronaldo», referiu Fernando Santos.

«Mas eu acho que isso é um bocadinho normal. É uma coisa normal. Quando se abre os jornais ou se liga a televisão e só se lê e só se ouve falar de Cristiano Ronaldo, é normal que os jogadores tenham esses comportamento.»

Relacionados

Seleção

Mais Seleção

Mais Lidas

Patrocinados