Rafael Leão: «Tentei convencer o Cancelo a assinar pelo Milan»

14 mai, 16:15
Rafael Leão, jogador do Milan (LUSA)

Avançado português tentou o regresso do lateral a Milão. Focado em aprimorar a finalização, revela a importância de Ronaldinho e Ibrahimovic

Rafael Leão, avançado do Milan e nome inconfundível na seleção nacional, esteve à conversa com Fabrizio Romano, jornalista e especialista em transferências.

Questionado sobre a técnica de drible e remate, Leão esclareceu que tais valências foram adquiridas no «futebol de rua», na infância.

«Também aprendi ao ver o meu ídolo, Ronaldinho. Repetia insistentemente os movimentos. Apercebi-me do talento que tinha aos 16 anos, ainda no Sporting. Neste momento tento aprimorar a finalização, preciso de marcar mais para estar no topo», começou por esclarecer.

Foi em Alcochete que Rafael Leão aumentou o leque de capacidades, reconhecendo que o desenvolvimento foi potenciado aos 18 anos, graças ao reforço do treino posicional.

Ibrahimovic e o mundo de Leão

Sobre a jornada em Milão, cidade à qual chegou no verão de 2019, o avançado elogiou os adeptos, ainda que esta época tenha lidado com momento de contestação.

«A primeira impressão que transmiti talvez tenha sido demasiado boa. Senti muito apoio e sabia que o plantel tinha muitos jogadores de qualidade. Por isso, concentrei-me em aprender com eles e esperar pela oportunidade», recordou.

Para Rafael Leão, o Milan está obrigado a replicar épocas de títulos, tanto na Serie A como na Liga dos Campeões, de forma a fazer jus aos pergaminhos. Como tal, reiterou os índices de mentalidade exigidos.

«O Ibrahimovic marcou-me, sobretudo pelos pormenores. Por exemplo, nos treinos, ajudava-me a estar concentrado no momento de rematar e a ser resiliente mentalmente. Disse-me sempre que se estivesse calmo e concentrado, seria decisivo em campo. Nunca deixou de me motivar. Quando tens um colega assim, estás mais confortável», descreveu.

Conhecido também por se aventurar na indústria da música, Leão garantiu que tal paixão não o distrai do futebol.

«Por vezes não consigo estar bem em campo, então escrevo e produzo músicas sobre isso. É um passatempo, mas também é um lugar a que recorro, o meu mundo», rematou.

«Cancelo encaixaria perfeitamente»

A um mês do Europeu, na Alemanha, e a uma semana do anúncio da convocatória da seleção nacional, Rafael Leão deverá integrar os 26 eleitos de Roberto Martínez. Por isso, o avançado aproveitou para recordar o dia em que tentou contratar João Cancelo.

«Durante um estágio na seleção, estava a falar com o João Cancelo – que jogou no Inter – e tentei convencê-lo a assinar pelo Milan. Mas, disse-me que seria difícil. Ele estava no Man. City nesse ano. Ainda assim, ele gosta muito de Milão. Acho que o Cancelo encaixaria perfeitamente, porque somos um plantel jovem e talentoso», revelou.

Formado no Sporting, Rafael Leão rumou ao Lille no verão de 2018. Um ano depois assinou pelo Milan, onde cumpre a quinta época. Ainda que a presente temporada tenha sido intermitente, o avançado português, de 24 anos, leva 14 golos e 13 assistências em 45 partidas, aproximando-se do melhor registo na carreira (16 golos e 12 assistências em 48 jogos).

 

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados