Sondagem TVI/CNN: Portugueses dão má nota ao SNS (mas confiam mais no público do que no privado)

19 jul, 20:37

SNS continua a ser o preferido para cuidados que implicam uma avaliação mais profunda ou um tratamento mais demorado, mesmo que o peso dos que estão insatisfeitos com a saúde pública seja maior do que aqueles que lhe dão boa nota

Mau ou muito mau. É desta forma que 41% dos portugueses classificam o cuidado prestado pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS). Mas, apesar de uma maioria ter seguro de saúde, a escolha recai quase sempre nos tratamentos públicos. Os privados são a opção preferida apenas para consultas de especialidade. Estas são conclusões da última sondagem da Pitagórica para a TVI e CNN Portugal.

Na hora de avaliar o SNS, a perceção é claramente negativa, numa altura em que a falta de profissionais tem condicionado a resposta nas urgências de norte a sul do país. São 18% aqueles que dizem que o serviço do SNS é muito mau e 23% os que o consideram mau. Este somatório é 16 pontos percentuais superior àquele dos que estão satisfeitos com o SNS: 20% dizem que este é bom e outros 5% muito bom.

Com a noção de que a resposta nas unidades públicas poderá não ser a mais eficaz, os portugueses socorrem-se dos seguros de saúde. Mais de metade dos inquiridos (52%) têm um plano que lhes permite aceder à saúde privada. Outros 3% admitem estar a ponderar essa opção.

Mas, apesar deste cenário, o SNS continua a ser o preferido na hora de aceder a cuidados que implicam maior avaliação ou demora no tratamento. Os hospitais e centros de saúde do Estado são a primeira opção para idas às urgências com dores estranhas (54% contra 43% nos privados), consultas de rotina (51% contra 46%), cirurgias (50% contra 43%) ou para tratar um cancro (66% contra 28%).

As unidades privadas conseguem ficar à frente do público apenas nas consultas de especialidade: 64% dos inquiridos preferem esta via, face aos 31% que dão primazia ao SNS para este tipo de acompanhamento médico. Ou seja, os portugueses recorrem ao privado para resolver questões pontuais e específicas.

A sondagem da Pitagórica para a TVI e CNN Portugal acaba por confirmar uma maior confiança no SNS face aos privados. Embora 38% dos inquiridos digam confiar nas duas esferas da saúde da mesma forma, uma fatia quase igual (37%) dá primazia ao SNS. Só 21% colocam os privados à frente na sua escala de confiança.

A relação entre as duas modalidades de cuidados de saúde também foi alvo de avaliação neste inquérito. 36% dos inquiridos consideram que a decisão do Governo de terminar as parcerias público-privadas (PPP) na saúde foi uma opção negativa ou muito negativa – acima dos 23% que consideram essa opção positiva ou muito positiva.

Ficha técnica

Sondagem realizada pela Pitagórica para A TVI e CNN Portugal, com o objetivo de avaliar a opinião dos Portugueses sobre temas relacionados com a atualidade nacional e internacional. O trabalho de campo decorreu entre os dias 21 de junho a 4 de julho de 2022, foram recolhidas 828 entrevistas telefónicas a que corresponde uma margem de erro máxima de +/- 3,48% para um nível de confiança de 95,5%.

A amostra foi recolhida de forma aleatória junto de eleitores Portugueses recenseados e foi devidamente estratificada por género, idade e região. A Taxa de resposta foi de 62,82% e a direção técnica do estudo é da responsabilidade de Rita Marques da Silva.

A ficha técnica completa, bem como todos os resultados, foram depositados junto da Entidade Reguladora da Comunicação Social que os disponibilizará para consulta online.

Relacionados

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados