Sondagem TVI/CNN Portugal: maioria dos portugueses acredita que Portugal está preparado para combater a covid-19

CNN Portugal , BCE
19 dez 2021, 23:00

O barómetro TVI/CNN Portugal revela ainda que a maioria dos portugueses apoiaria a imposição do teletrabalho e a obrigatoriedade do uso da máscara na rua como medidas de combate à covid-19

PUB

Dois em cada três portugueses acredita que Portugal está preparado para combater a covid-19, de acordo com os dados da sondagem realizada pela Pitagórica para a TVI e CNN Portugal, que revela que apenas 3% dos inquiridos consideram que o país não está nada preparado neste domínio.

Quando questionados sobre a preparação do país para combater a covid-19, a maioria dos inquiridos (63%) disse acreditar que Portugal está bem preparado, enquanto 8% considerou que está muito bem preparado e apenas 4% disse que o país está totalmente preparado.

PUB

Por outro lado, o barómetro TVI/CNN Portugal mostra que 19% dos inquiridos consideram que Portugal está pouco preparado e 3% respondeu que o país não está nada preparado para combater a covid-19.

 

Em relação à gravidade da covid-19, 4% dos inquiridos considerou que a doença é muito menos grave do que tem sido dito, e 21% dizem que é menos grave. A maioria (46%), contudo, considera que a gravidade da covid-19 é semelhante ao que tem sido dito, enquanto 18% admite ser mais grave e 6% considera que a doença é muito pior do que se tem dito.

PUB
PUB
PUB

 

Já em relação às medidas de combate à pandemia que aprovariam ou rejeitariam, a grande maioria dos inquiridos (89%) aprovaria a imposição do teletrabalho, enquanto 83% apoiaria a utilização obrigatória de máscara na rua, contrastando com os 16% que rejeitariam esta opção.

Além disso, 69% dos inquiridos aprovaria o encerramento de bares e discotecas, contrastando com os 27% que rejeitariam esta medida. Já em relação à proibição de festas na passagem de ano, 68% dos inquiridos admitiu apoiar esta medida. 

Por outro lado, 66% dos inquiridos não colocaria em cima da mesa o encerramento das escolas e o ensino à distância, uma medida que contou com o apoio de apenas 29% dos inquiridos.

O encerramento dos restaurantes ao fim de semana nos municípios com um elevado número de casos de covid-19 e a possibilidade de passar o natal sem a família direta estão entre as medidas que não seriam aprovadas pelos inquiridos, além da proibição de deslocações entre municípios em fins de semana prolongados.

Na análise destes dados, o psiquiatra Vítor Cotovia considerou, em declarações à CNN Portugal, que "há uma boa receção da comunicação" sobre a covid-19 em Portugal, o que revela "algum bom senso" dos portugueses.

PUB
PUB
PUB

Já o pneumologista Carlos Robalo Cordeiro salientou que a comunicação sobre a covid-19 em Portugal "tem passado, por vezes, de forma mais errática e não tão coerente" como seria desejável.

O trabalho de campo decorreu entre os dias 7 e 12 de dezembro de 2021, tendo sido recolhidas 625 entrevistas telefónicas, o que corresponde a uma margem de erro máxima de +/- 4,00% para um nível de confiança de 95,5%.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados