Homem confessa roubo a padaria em Santa Maria da Feira para comprar droga

Agência Lusa , AM
4 nov, 12:52
Tribunal

Factos ocorreram a 18 de dezembro de 2021. Arguido está acusado dos crimes de roubo, furto qualificado e coação agravada na forma tentada

Um homem de 54 anos acusado de ter roubado uma padaria em Santa Maria da Feira, no distrito de Aveiro, sob ameaça de uma réplica de arma de fogo, confessou esta sexta-feira o crime no Tribunal daquela cidade.

Nas declarações prestadas no início do julgamento, o arguido fez uma “confissão integral e sem reservas”, dizendo que precisava de dinheiro para comprar cocaína.

Após as declarações do arguido, decorreram as alegações finais, estando a leitura do acórdão marcada para 15 de novembro.

O arguido, que se encontra em prisão preventiva, está acusado dos crimes de roubo, furto qualificado e coação agravada na forma tentada.

Os factos ocorreram a 18 de dezembro de 2021, cerca das 19:30, quando o arguido se deslocou até à Padaria Broinhas, em Argoncilhe, numa viatura de uma empresa de 'rent-a-car' que tinha furtado uns dias antes no parque de estacionamento do aeroporto Sá Carneiro.

Segundo a acusação do Ministério Público (MP), o arguido entrou no estabelecimento com um gorro na cabeça e um lenço na face, para não ser reconhecido, e exigiu que a funcionária lhe entregasse o dinheiro da caixa registadora, sob ameaça de um objeto com aparência e características em tudo idênticas a um revólver.

Assustada, a funcionária fugiu pelas traseiras da padaria aos gritos e o arguido pegou na caixa registadora que continha no seu interior cerca de 700 euros em dinheiro e levou-a consigo para o exterior do estabelecimento.

No momento em que se dirigia para a viatura com a caixa registadora, o arguido foi surpreendido pelo namorado de uma outra funcionária do estabelecimento que lhe exigiu a devolução do dinheiro retirado.

Apesar de o arguido ter dito que tinha uma arma e ameaçado dar-lhe um tiro, o namorado da funcionária envolveu-se em confronto físico com o assaltante e com a ajuda de populares acabou por conseguir imobilizar e segurar o arguido até à chegada da GNR.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados