Santa Casa deve dinheiro à maior organização criminosa do Brasil

14 jun, 07:40
PSD vai viabilizar pedidos para audição no Parlamento no caso da exoneração da provedora da SCML

REVISTA DE IMPRENSA || Informação está disponível num documento entregue à Santa Casa no final do ano passado

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) deve dinheiro à maior organização criminosa do Brasil, avança o jornal Expresso. A dívida foi revelada por um gestor da da MCE, a empresa de jogo comprada no Rio de Janeiro pela SCML, durante uma reunião em novembro de 2023.

A dívida ao Primeiro Comando da Capital (PCC) é de cerca de 40 mil euros e está relacionada com uma “operação” da MCE em São Paulo, onde a organização criminosa está mais presente.

Segundo o jornal, a informação está disponível num documento entregue à Santa Casa no final do ano passado. Nessa reunião, foi também pedido ao funcionário da MCE que colocasse a informação por escrito num e-mail para que depois pudesse seguir para a sede da SCML. De acordo com o semanário, esse pedido não foi bem acolhido, tendo aquele funcionário respondido: "Não dá para justificar isso, não é?".

A confirmar-se a existência desta dívida, o investimento português na MCE ganha novas suspeitas, já depois de Ana Jorge - que substituiu Edmundo Martinho na SCML - ter denunciado um conjunto de irregularidades ao Ministério Público em Portugal.

Foi Edmundo Martinho quem decidiu levar a Santa Casa a investir no negócio do jogo no Brasil.

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados