FC Porto: SAD com resultado negativo de 10 milhões de euros

19 fev, 00:15
Estádio do Dragão

No primeiro trimestre da época. Performance europeia abaixo da anterior contribuiu para queda nos proveitos. Custos operacionais foram reduzidos e passivo também, mas houve um agravamento dos capitais próprios negativos

A SAD do FC Porto apresentou um resultado negativo de 10,329 milhões de euros no primeiro semestre de 2021/22, correspondente ao período entre 1 de julho e 31 de dezembro de 2021.

Nas contas do primeiro trimestre não estão, por isso, todas as vendas e aquisições feitas neste mercado de inverno, como a transferência de Luis Díaz para o Liverpool (€45M) ou a compra de Galeno (€9M)

No Relatório e Contas disponível para consulta na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD azul e branca justifica que o valor deve-se à «inexistência de mais valias relacionadas com a venda de direitos de jogadores».

No mesmo documento é referido que os resultados operacionais (excluindo proveitos com passes de jogadores) cresceram €3,182M, atingido os 21,495, tendo registado, por outro lado, uma queda nos proveitos, agora de €90,543M, atribuída à quebra de receitas obtidas pela participação nas competições europeias. Destaque ainda para a descida dos custos operacionais devido à redução de €12,444M nos custos com pessoal, de 51,288 para os 38,784 milhões de euros.

O passivo da SAD portista foi reduzido em €11,590M face a 30 de junho, sendo agora de 514 milhões de euros, mas verificou-se um agravamento dos capitais próprios negativos, que são agora de 142,857 milhões de euros, uma vez que os ativos caíram dos €393,7M para os 371,7 milhões de euros.

Relacionados

Patrocinados