Autoridades italianas apreendem ao clã Mazepin propriedades de 105 milhões

11 abr, 22:49
Nikita Mazepin (Haas)

Na zona norte da ilha da Sardenha, em Itália

As autoridades italianas apreenderam ao piloto russo Nikita Mazepin e ao pai, Dmitrievich Mazepin, propriedades avaliadas em 105 milhões de euros localizadas numa vila situada na zona norte da ilha da Sardenha.

A notícia foi avançada pela agência Reuters, que cita duas fontes policiais, e a operação está relacionada com as sanções aplicadas à Rússia e que têm afetado as contas e os bens de oligarcas russos e bielorrussos no estrangeiro, como já aconteceu, por exemplo, com Roman Abramovich, dono do Chelsea.

Recorde-se que pouco antes do arranque oficial da temporada 2022 de Fórmula 1, Nikita Mazepin foi excluído da equipa Haas, cujo principal patrocinador era (e deixou de ser) precisamente Dmitrievich Mazepin, dono da Uralkali, uma das maiores empresas produtoras de fertilizantes do Mundo.

Em março a União Europeia o clã Mazepin à lista de nomes russos alvos de sanções por parte do organismo europeu, na sequência de ações que prejudicam ou ameaçam a integridade territorial, a soberania e a independência da Ucrânia.

Num relatório, a União Europeia detalhava que Dmitry Mazepin reuniu-se a 24 de fevereiro - dia em que começou a invasão - com Vladimir Putin, a par de outros 36 empresários russos, para discutir o impacto da invasão à Ucrânia e das sanções ocidentais. «É um dos principais empresários envolvidos em setores económicos que são uma importante fonte de receita para o Governo da Rússia, que é responsável pela anexação da Crimeia e a desestabilização da Ucrânia», podia ler-se.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados