"Estes voos são de rotina e não fazemos nada para provocar". Aviões alemão e francês intercetados por caça russo estavam em exercício da NATO no Báltico

CNN Portugal , AM/BC
15 mai 2023, 19:55
Aviões da NATO intercetam caças russo no mar Báltico

Ministério da Defesa da Rússia diz que aviões afastaram-se do espaço aéreo russo quando foram intercetadas por um caça Su-27. Já fontes oficiais francesas e alemãs garantem que "nunca houve intenção de entrar no espaço aéreo russo"

O Ministério da Defesa da Rússia revelou intercetou dois aviões franceses e alemães para que não entrassem no espaço aéreo russo sobre o Báltico. "Voos de rotina" que, segundo a Marinha alemã, "não tinham intenção de entrar no espaço aéreo russo".

Em comunicado, citado pela Reuters, Moscovo diz que os voos eram conduzidos por uma aeronave de patrulhamento P-3C, alemã, e um Atlantic-2 francês de patrulhamento marítimo e que, depois de a Rússia ter acionado um caça Su-27 para intercetar as aeronaves, estas afastaram-se do espaço aéreo russo e o Su-27 regressou à base.

"Dois alvos aéreos foram detetados a aproximar-se da fronteira do estado da Rússia", refere o comunicado de Moscovo. "De forma a identificar os alvos e impedir que fosse violada a fronteira do estado russo, um caça Su-27 da frota do Báltico da força aérea foi ativado", refere a nota citada pelas agências internacionais.

Por sua vez, Alemanha e França confirmaram os voos de vigilância no Mar Báltico, mas garantem que se tratava de "voos de rotina".

Um porta-voz da Marinha alemã disse, citado pela Reuters, que o P-3C Orion estava "numa missão de vigilância sobre o Mar Báltico e a voar, como é normal, na direção de Kaliningrado", o enclave russo entre a Polónia e a Lituânia.

"Nunca houve intenção de entrar no espaço aéreo russo, estas aeronaves mantêm sempre uma distância segura. Estes voos são de rotina e não fazemos nada para causar provocação", esclareceu o responsável.

O Ministério da Defesa de França também confirmou o incidente, numa declaração citada pela Reuters: "Como parte de um exercício da NATO, um caça russo Su-27 interagiu hoje com uma aeronave de patrulhamento marítimo Atlantic 2 ao largo dos Estados bálticos. A abordagem foi conduzida em espaço aéreo internacional sobre o Mar Báltico e foi profissional e controlada", refere o comunicado. 

Relacionados

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados