Basquetebolista norte-americana detida em Moscovo por posse de droga

5 mar, 18:06
Brittney Grider

Serviços de alfândega alegam ter encontrado óleo de haxixe na bagagem de Brittney Griner

Brittney Griner, uma das basquetebolistas mais conhecidas dos Estados Unidos, foi detida num aeroporto de Moscovo depois dos serviços de fronteiras terem alegadamente descoberto vaporizadores que continham óleo de haxixe na sua bagagem.

O serviço de alfândega russo confirma apenas a «detenção de uma jogadora profissional de basquetebol», mas não revela o nome da jogadora, no entanto, a agência russa TASS identificou a jogadora como sendo Griner, pivô sete vezes All-Star com os Phoenix Mercury, da WNBA, e que ajudou os Estados Unidos a conquistar duas medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e de Tóquio.

Segundo o comunicado do serviço de alfândega, cães farejadores de droga do aeroporto de Sheremetyevo detetaram a presença de narcóticos na bagagem da jogadora que tinha acabado de chegar de Nova Iorque. A consequente revista da bagagem levou deteção dos vaporizadores (cigarros eletrónicos), que representam uma infração da lei russa que pode ditar uma sentença de cinco a dez anos de prisão.

As redes sociais russas também divulgaram um vídeo em que se vê os serviços de alfândega a revistar as malas de Griner.

A liga norte-americana a de basquetebol feminino (WNBA) já saiu em defesa da jogadora. «Brittney Griner tem o total apoio da WNBA e a nossa prioridade passa pelo seu regresso em segurança ao Estados Unidos», referiu em comunicado.

A detenção de Griner acontece numa altura em que aumenta a tensão entre a Rússia e o resto do mundo na sequência da invasão da Ucrânia e do bombardeamento de alvos civis. No sábado, o departamento de estado norte-americano aconselhou os cidadãos norte-americanos a deixarem a Rússia imediatamente.

Relacionados

Patrocinados