Alexei Navalny foi transferido para uma prisão de alta segurança

FMC
15 jun, 18:59
Alexei Navalny no tribunal de Moscovo

IK-6, a leste de Moscovo, onde o opositor russo irá cumprir a pena é conhecida por várias queixas de tortura e abusos

Alexei Navalny foi transferido para a prisão IK-6, de alta segurança, na aldeia de Melekhovo, a leste de Moscovo, depois de terem surgido rumores de que o opositor russo estaria desaparecido.

As informações foram divulgadas pelas autoridades russas, concretamente pelo presidente da comissão de monitorização pública regional, Sergei Yazhan.

A prisão onde irá cumprir a pena é conhecida por várias queixas de tortura e abusos. 

A polémica sobre o paradeiro de Navalny instalou-se na terça-feira, depois de uma publicação no Telegram do seu aliado mais forte, Leonid Volkov, alertar que os advogados do crítico do Kremlin tinham tentado visitá-lo e que lhes teria sido comunicado que ele não estaria lá.

Os apoiantes do líder da oposição temiam que tivesse sido transferido, sublinhando que na Rússia estas transferências de presos podem demorar dias ou até semanas e são geralmente envoltas em segredo. 

Alexei Navalny foi preso em janeiro de 2021, depois de regressar da Alemanha, onde esteve a recuperar de um envenenamento, que segundo Navalny, foi planeado pelo Kremlin.

Na altura, foi condenado a uma pena de prisão de dois anos e meio por violação da liberdade condicional. 

Em março, o homem que mais frente faz a Vladimir Putin foi sentenciado a nove anos de prisão por fraude e injúria pelo tribunal. Estas acusações foram vistas como uma motivação política e como tentativa de manter Navalny atrás das grades o maior tempo possível. 

O juiz ordenou que Alexei cumprisse a nova pena numa prisão de segurança máxima, para a qual seria transferido depois de ter perdido o recurso em tribunal no início de junho. 

Com o aumento da pena de Navalny, seguiu-se uma nova onda de repressão por parte do Kremlin contra os apoiantes do opositor russo, bem como contra outros ativistas de oposição ou jornalistas independentes.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados