Foi preciso tirar seis filas de cadeiras para a mulher mais alta do mundo viajar de avião

5 nov, 18:20
Mulher mais alta do mundo

Devido à escoliose, a jovem turca teve de fazer a viagem deitada

A mulher mais alta do mundo, Rumeysa Gelgi, fez a sua primeira viagem de avião, obrigando a tripulação a reestruturar a aeronave para que a turca pudesse viajar deitada para os Estados Unidos da América. Foi necessário remover seis filas de lugares para poder acomodar a jovem de 25 anos.

Devido à elevada estatura, Gelgi, que mede dois metros e 15 centímetros, passou as 13 horas da viagem até São Francisco deitada numa maca. A jovem tem síndrome de Weaver, uma condição rara que leva ao crescimento excessivo e avanço na idade óssea, levando a complicações de saúde como a escoliose.

Mas isso não impediu Rumeysa, que detém mais três recordes do mundo ligados ao seu tamanho, de partilhar a experiência nas redes sociais para os seus mais de 20 mil seguidores.

“Este foi o meu primeiro voo, mas certamente não será o último. A partir de agora, ficarei muito honrada e feliz em voar para partes diferentes do mundo. Agradeço do fundo do coração”, escreveu Gelci no Instagram.

De acordo com a mais recente atualização da Guinness World Records, Gelci detém também o título de mulher com o maior dedo do mundo, a maior mão e as maiores costas.

Relacionados

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados