Freire: «As melhores equipas da II Liga têm andamento para as da Liga»

André Cruz , Estádio dos Arcos, Vila do Conde
23 dez 2021, 20:43
Taça: Rio Ave-Belenenses (Lusa)
Taça: Rio Ave-Belenenses (Lusa)

Treinador do Rio Ave sublinhou «qualidade» do Rio Ave e criticou meias-finais a duas mãos

PUB

O treinador do Rio Ave, Luís Freire, na sala de imprensa no Estádio dos Arcos, após a vitória nas grandes penalidades com o Belenenses (6-5):

«[Análise ao jogo] Vamos em quatro jogos em 12 dias. O Santos queixou-se no aquecimento e teve de sair, depois não entrámos bem, entrámos desconcentrados. O Belenenses esteve melhor nos primeiros 15/20 minutos, marcam um golo num erro nosso, com mérito. A partir dos 20 minutos mudámos, a circular a bola com critério e qualidade, a conseguir começar a cercar o meio campo ofensivo do Belenenses. O golo surge com alguma naturalidade e tivemos sempre um pouco mais por cima. Sabíamos que estávamos com algum desgaste, tínhamos de ter a bola, mas defensivamente não conseguimos ser tão agressivos. O Rio Ave teve mais oportunidades flagrantes na segunda parte, mas foi equilibrado em posse de bola. Os jogadores que entraram, entraram bem, a equipa manteve-se equilibrada, fizemos um belíssimo jogo, com períodos muito bom, outros em que tivemos de sofrer um bocado. Trabalhámos muito as grandes penalidades, os jogadores assumiram a responsabilidade e a vitória é deles. Foram fantásticos e mostraram que têm muita qualidade e podem estar na Liga.

PUB
PUB
PUB
PUB

[Sente que o Rio Ave fica a dever a equipas da Liga?] A II Liga está fantástica este ano. A nossa equipa tem qualidade individual, muitas vezes qualidade de jogo e é um privilégio trabalhar com os jogadores e eles darem também o toque deles e desfrutarem um pouco. As melhores equipas de II Liga, as que estão em cima na tabela, têm andamento e qualidade para as da Liga.

[Hugo Gomes no centro e Pantalon na direita] Os meus quatro centrais têm trabalhado muito, a equipa é quase toda nova e eles trabalham muito à imagem do que eu quero e eles têm evoluído muito. Foi uma adaptação, porque o Hugo joga mais no meio e o Pantalon pode jogar mais aberto, como jogou com o Benfica B. Estou muito satisfeito com a evolução dos quatro centrais. 

[Sonho do Jamor] O Leça e o Mafra estão a fazer excelentes campanhas e a valorizar as divisões inferiores, a dignificar as divisões onde atuam. Temos a nossa prioridade, voltar à Liga. A Taça é jogo a jogo. Quando era mais pequeno ia ver jogos da Taça, tudo pode acontecer. Tenho pena que as meias finais não sejam a uma mão, têm de ser. A duas mãos torna-se difícil sonhar. A probabilidade de passar com um grande é muito diminuta. Vamos jogo a jogo.»

PUB
PUB
PUB

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados