Petit: «Não fomos iguais a nós próprios, mas pedimos respeito»

Nuno Dantas , Estádio dos Arcos
5 nov 2023, 20:45
Rio Ave-Boavista

Técnico do Boavista disse que a equipa não esteve bem na 1.ª parte e criticou a arbitragem

Petit, treinador do Boavista, na sala de imprensa, após derrota por 2-0 frente ao Rio Ave

«É uma derrota onde não fomos iguais a nós próprios, em que trabalhamos a forma como o Rio Ave jogava. Tivemos dificuldades em ligar por fora e o Rio Ave aproveitou algumas perdas de bolas nossas e acaba por fazer um golo num cruzamento. Na segunda parte, mais um erro e dá o segundo golo. Tentámos reagir, mas não conseguimos fazer.

Hoje há momentos do jogo em que as coisas podiam ser diferentes. Havia um segundo amarelo ao Fábio Ronaldo que não foi mostrado. No golo do Tiago Morais penso que o golo não foi bem anulado. Podíamos ter entrado no jogo, mas não conseguimos. Era uma derrota que não estávamos à espera.

O árbitro disse-me que o Morais estava fora de jogo, mas a bola não ia para ele, ia para o Reisinho. Isto não é só de hoje, há pequenos pormenores que têm vindo a acontecer. Evito falar da arbitragem, porque eu erro e todos erram, mas queremos respeito pela instituição Boavista, que já foi campeã nacional e já venceu taças e com muitas taças. No fim disse-lhe para acelerar o jogo, mas somos todos seres humanos, vivemos de resultados e tem de haver compreensão de toda a gente. Vejo muita coisa que acontece no futebol português e exigimos mais respeito pelo Boavista.

[cinco jogos sem ganhar] Sabíamos que ia ser uma época difícil. Nem eramos os melhores quando ganhávamos nem somos os piores quando perdemos.  Sabemos as nossas limitações e estamos tristes pelo resultado. Temos de ter a capacidade de continuar a trabalhar e quero dar uma palavra aos adeptos pelos adeptos».

Relacionados

Patrocinados