2,7 milhões de euros: CMVM volta a condenar Salgado e administradores do BES

10 jan, 18:29
Ricardo Salgado
Ricardo Salgado

Em causa está um aumento de capital do banco em 2014, concluído a poucas semanas da resolução

PUB

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) voltou a condenar Ricardo Salgado e quatro antigos administradores do BES. As coimas neste caso são no valor total de 2,7 milhões de euros, avança o jornal Eco esta segunda-feira.

O ex-banqueiro foi condenado a uma coima de um milhão de euros, a mais elevada neste processo. O regulador condenou ainda Amílcar Morais Pires, na altura administrador financeiro, a uma multa de 600 mil euros, os ex-administradores Rui Silveira e José Manuel Espírito Santo a 400 mil euros cada e Joaquim Goes a 300 mil.

PUB

Em causa está o aumento de capital do Banco Espírito Santo em 2014, concluído a poucas semanas da resolução. A CMVM entende que os visados enganaram os investidores.

A condenação resultou ainda em penas acessórias, com impedimento de exercício de atividade de cinco anos para Ricardo Salgado e até um ano para Joaquim Goes.

Também o BES "mau" foi condenado a uma coima de um milhão de euros, mas com pena suspensa para não afetar o processo de liquidação.

PUB
PUB
PUB

Em seis meses, esta é a segunda condenação da CMVM no âmbito do caso BES. Em julho, a administração foi condenada em 3,55 milhões de euros por responsabilidades na venda de papel comercial da ESI e da Rio Forte (do empresas do GES) nos balcões.

 

Relacionados

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados