Biólogos descobrem nova espécie de rã no Panamá e batizam-na "Greta Thunberg"

Agência Lusa , BMA
11 jan, 01:23
Greta Thunberg na Youth4Climate

Artigo em que nova espécie é oficialmente descrita e nomeada foi publicado na revista científica ZooKeys da editora Pensoft

Uma equipa internacional de biólogos descobriu uma nova espécie de rã numa floresta nublosa do Panamá e batizou-a “Greta Thunberg”, em homenagem à jovem ativista sueca e aos seus esforços no combate à crise climática, foi esta segunda-feira anunciado.

A rã Greta Thunberg (Pristimantis gretathunbergae sp. nov., no nome científico) pertence ao grupo da Rã-de-Chuva do género Pristimantis, família Strabomantidae, disse esta segunda-feira à agência de notícias EFE o biólogo e diretor da associação Adopta Bosque Panamá (ADOPTA), Guido Berguido.

O artigo em que a nova espécie é oficialmente descrita e nomeada foi publicado esta segunda-feira na revista científica ZooKeys da editora Pensoft.

O espécime foi descoberto por uma equipa internacional de biólogos liderada pelos cientistas Abel Batista, do Panamá, e Conrad Mebert, da Suíça, no Centro Chucantí, uma reserva privada situada na província de Darién e administrada pela ADOPTA.

A nova espécie de rã “é endémica do Panamá, só é relatada na República do Panamá e vive apenas nas altas montanhas de Darién e no centro do Panamá”. “Ou seja, em um habitat muito restrito e, portanto, é vulnerável à extinção”, explicou Berguido.

O anfíbio tem olhos negros, uma característica única das rãs de chuva da América Central, e os seus parentes mais próximos habitam no noroeste da Colômbia, indicaram o Ministério do Ambiente do Panamá e a ADOPTA.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados