Covid-19: Países Baixos decretam confinamento noturno

26 nov 2021, 19:18
Discoteca Paradiso, em Amesterdão
Discoteca Paradiso, em Amesterdão

As escolas vão manter-se abertas, mas a vida noturna do país vai ter muitas restrições

PUB

Os Países Baixos vão voltar a dar um passo atrás no combate à pandemia de covid-19. De acordo com o primeiro-ministro neerlandês, o governo vai implementar um reforço das medidas sanitárias para combater o aumento de casos, como o encerramento às 17:00 (16:00 de Lisboa) dos restaurantes, bares e lojas não-essenciais.

“A partir de domingo, tudo, nos Países Baixos, estará em princípio fechado entre as 17:00 e as 05:00”, exceto os estabelecimentos essenciais, declarou Mark Rutte, numa conferência de imprensa em Haia.

PUB

As escolas mantêm-se abertas, apesar de o maior aumento das infeções se registar nas crianças.

“É preciso ser realista, os números diários estão cada vez mais altos”, disse Rutte para justificar o aumento das restrições.

As autoridades neerlandesas registaram 21.350 novos casos, ligeiramente abaixo da média de 22.258 casos nos últimos sete dias.

“Menos de metade das pessoas com sintomas fazem testes, o que mostra que a mensagem não está a passar suficientemente, e eu assumo a culpa”, acrescentou.

PUB
PUB
PUB

Os hospitais estão a cancelar cirurgias agendadas para libertar camas, porque os novos casos estão a atingir níveis recorde, apesar das restrições já em vigor e o facto de cerca de 85% dos adultos neerlandeses estarem vacinados.

Durante a conferência de imprensa do primeiro-ministro, algumas dezenas de manifestantes concentraram-se em frente aos ministérios, em Haia, para protestar contra a reposição das restrições de combate à pandemia, com megafones e apitos.

Carrinhas da polícia e agentes da brigada antimotins foram destacados para o local, temendo novos distúrbios, após vários dias de tensões em todo o país.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados